Ermida de Santa Catarina de Monsaraz

IPA.00001239
Portugal, Évora, Reguengos de Monsaraz, Monsaraz
 
Arquitectura religiosa, românica, gótica, manuelina. Capela distinta na arquitectura medieval portuguesa, denunciando influências de um românico meridional raro entre nós, que usa a alvenaria como matéria estrutural. O coroamento acastelado é posterior, embora constitua também um elemento tipificador de um intenso universo regional (Terena). O arco triunfal que dá acesso à ábside tem uma feição que denuncia muita antiguidade, obedecendo ainda a padrões romanos ou visigóticos, de arco perfeito de silharia em cunha, a descarregar sobre impostas prismáticas.
Número IPA Antigo: PT040711030008
 
Registo visualizado 827 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Edifício de planta sensivelmente rectangular alongada, irregular, composta pela articulação horizontal, sobre um eixo E-O, de ábside de planta hexagonal regular, a E., e nave de planta rectangular a O. Com o paramento SO. da ábside, ainda se articula altaneira e esguia torre, onde se encaixa escadaria de caracol que dá acesso às coberturas; estas, diferenciadas para cada um dos elementos, são de adarve sobre a ábside e torre e de telhado de duas águas sobre a nave. A fachada principal é composta pela articulação vertical da frontaria da nave, de frontão triangular definido pelos beirados da cobertura e rasgada por amplo pórtico de arco apontado e luneta circular, com os paramentos sobranceiros, de SO. e NO., da ábside, coroada de merlões prismáticos nos cunhais; a S. desponta ainda a torre, rasgada por ampla fresta rectangular. As fachadas N. e S. são compostas pela articulação dos dois elementos estruturadores, com os paramentos da ábside, de dois registos, rasgados por frestas quadradas, uma em cada paramento.

Acessos

No arrabalde de Monsaraz, na base do outeiro, a NO., bem visível das cotas supremas. Caminho municipal para a aldeia de Outeiro, à direita, a c. de 1000m

Protecção

Categoria: MN - Monumento Nacional, Decreto n.º 516/71, DG, 1.ª série, n.º 274 de 22 novembro 1971

Enquadramento

Urbano / rural, hoje na periferia urbana da Vila de Monsaraz, mas primitivamente já fora do arrabalde, em planície, no sopé do outeiro onde se implantou a Vila, isolada e em destaque

Descrição Complementar

Pelo interior, a nave é ampla, de um só tramo, e a ábside, à qual se acede por imponente pórtico românico de arco perfeito, é coberta de cúpula ogival profunda, estruturada por nervosos arcos formeiros. Sob a cúpula, corre uma fiada de arcos de volta perfeita embebidos em alfizes, rematada por friso contínuo denticulado, simulando trifório. Sobre este elemento, as penetrações dos paramentos são rasgadas por amplos vãos quadrados, que deitam para a rotunda que envolve a cúpula, integrada na estrutura acastelada.

Utilização Inicial

Religiosa: ermida

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Privada: Igreja Católica

Afectação

Época Construção

Séc. 13

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 13 - edificação provável da ábside, sem o coroamento acastelado; séc. 14 / 15 - coroamento acastelado e cobertura ogival da ábside; séc. 16 - nave

Dados Técnicos

Estrutura autónoma

Materiais

Alvenaria, alvenaria de xisto, silharia de granito

Bibliografia

GONÇALVES, José Pires, Monsaraz e o seu termo, in Boletim da Junta Distrital de Évora, nº 2/3, 1961 / 62; GONÇALVES, J. P., A ermida românica de Santa Catarina de Monsaraz, in Boletim da Junta Distrital de Évora, nº 8, 1967; ESPANCA, Túlio, Distrito de Évora, Concelho de Reguengos de Monsaraz, in Inventário Artístico de Portugal, VIII, SNBA, 1978.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DREMS/DM

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSARH

Intervenção Realizada

1975 - restauro geral; 1981 - obras de recuperação; 1985 - reboco, reparo do adarve da torre, coberturas;

Observações

A servir de pilar ao altar-mor está um fragmento de marco miliário.

Autor e Data

Manuel Branco e Castro Nunes 1994

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login