Troço de Calçada Romana e Medieval / Estrada dos Almocreves

IPA.00001441
Portugal, Guarda, Celorico da Beira, Linhares
 
Arquitectura de comunicações e transportes, romana e medieval. Pavimentação: blocos graníticos rectangulares, alinhados lateralmente e com uma configuração mais irregular na zona central.
Número IPA Antigo: PT020903080028
 
Registo visualizado 651 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Transportes  Via    

Descrição

Apresenta uma extensão quase contínua de cerca de 1300 metros e uma largura média de 4 metros. Acusa uma pendente acentuada, descrevendo diversas inflexões, embora seja de destacar um primeiro troço em linha recta junto ao aglomerado urbano. A pavimentação é composta, na "summa crusta", por blocos graníticos de configuração rectangular alinhados lateralmente, enquanto na zona central as pedras tendem a uma forma e disposição mais irregulares. Por vezes, o desnível entre a via e os terrenos delimitantes é preenchido com um aparelho grosseiro de alvenaria de granito.

Acessos

EM 555 - 3, troço Carrapichana - Linhares

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Rural, embora situada na proximidade de aglomerado urbano. A calçada liga a ponte de Figueiró da Serra, reconstruída em betão e lançada sobre a Ribeira de Linhares, terminando no Lg. da Misericórdia, exactamente à entrada desta última povoação. É delimitada por muros divisórios de propriedades rústicas e, pontualmente, surgem na sua proximidade construções recentes dissonantes.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Transportes: via

Utilização Actual

Transportes: via

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Época romana (conjectural) / Época medieval

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Época romana - provável construção da calçada que ligava Mangualde a Linhares, seguindo para a Guarda através de Videmonte; Época medieval - constituía o principal acesso à Vila, sendo tradicionalmente denominada Estrada dos Almocreves, topónimo que confirma a sua importância na dinâmica urbana.

Dados Técnicos

Materiais

Granito

Bibliografia

FIGUEIREDO, Moreira de, Subsídios para o Estudo da Viação Romana das Beiras, Beira Alta, Viseu, 1953, nº 12; VAZ, João Luís Inês, Breves Notas para o Estudo da Viação Antiga das Beiras, in Beira Alta, Viseu, 1976, vol. XXXV; RODRIGUES, Adriano Vasco, Celorico da Beira e Linhares, Celorico da Beira, 1979; MOREIRA, Maria da Conceição, Linhares, Aspectos Históricos, Lisboa, 1980; ALARCÃO, Jorge de, Arqueologia da Serra da Estrela, Manteigas, 1993; NEVES, Vítor Pereira, Três Jóias Esquecidas, Marialva, Linhares e Castelo Mendo, Castelo Branco, 1993; ABRANTES, Leonel, Linhares Antiga e Nobre Vila da Beira, Folgosinho, 1995.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Margarida Conceição 1997

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login