Farol da Ponta Negra

IPA.00015925
Portugal, Ilha do Corvo (Açores), Corvo, Corvo
 
Arquitetura de comunicações. Farol costeiro.
Número IPA Antigo: PT072001010001
 
Registo visualizado 236 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

Categoria

Monumento

Descrição

Inicialmente o aparelho iluminante era içado num montante de ferro com 6 m de altura, existindo uma cabana anexa, também metálica, sendo o conjunto pintado de vermelho. Posteriormente foi feita a sua modernização estando a luz atualmente colocada numa pequena torre hexagonal sobre pedestal em betão armado.

Acessos

Ilha do Corvo, Ponta Negra, no final do Caminho dos Moinhos

Protecção

Grau

6 - registo em pré-inventário elementar, meramente identificativo, em que apenas se registam dados elementares relacionados com o objecto de registo, como a localização, designação e tipo de utilização.

Enquadramento

Situa-se a O. do antigo cais, o Porto do Boqueirão.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Comunicações: farol

Utilização Actual

Comunicações: farol

Propriedade

Afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1910, novembro - estabelecimento do farol, com um aparelho iluminante dióptrico de 6ª ordem, de luz fixa branca, com 10 milhas de alcance luminoso, alimentada com gás acetileno; 1955 - modernização do farol; 1956, maio - início de funcionamento do novo farol, com um aparelho iluminante dióptrico de 4ª ordem, em grupos de dois clarões, com 15 milhas de alcance luminoso; 1987, fevereiro - a alimentação passa a ser feita através de painéis fotovoltaicos; 2000, década - a alimentação do farol é feita através de painéis solares, com baterias de reserva.

Características Particulares

A cerca de 10 m do farol localiza-se um moinho de vento.

Dados Técnicos

A torre do farol tem uma altura de 3 m, a luz encontra-se a 23 m de altitude e o seu alcance luminoso é de 6 milhas (c. 11 km), com uma característica luminosa de relâmpagos simples brancos com um período de 5 segundos.

Materiais

Betão armado, lanterna em metal.

Bibliografia

Lista de faróis, bóias luminosas, radiofaróis, sinais de nevoeiro e sinais horários e de mau tempo, estações radiotelegráficas e de socorros a náufragos, Lisboa, Direcção de Faróis, 1955; Ministério da Marinha Portuguesa, Direcção de Faróis, Faróis de Portugal, Ciência Viva, 2005.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO

Autor e Data

Patrícia Costa 2003

Actualização

José A. Gavinha 2012 / Teresa Ferreira 2012
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login