Ponte do Arco de Baúlhe

IPA.00001694
Portugal, Braga, Cabeceiras de Basto, União das freguesias de Arco de Baúlhe e Vila Nune
 
Arquitectura de comunicações, oitocentista. Ponte oitocentista de tabuleiro plano assente sobre arco de volta perfeita, com um possante talha-mar triangular a montante. Pequeno vão, em arco pleno, na margem direita; Alminhas de encruzilhada sobre a guarda da ponte.
Número IPA Antigo: PT010304030018
 
Registo visualizado 695 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Transportes  Ponte / Viaduto  Ponte pedonal / rodoviária  Tipo arco

Descrição

Ponte de tabuleiro plano, assente sobre um arco de volta perfeita, em cantaria, com pegões cegos e um possante talha-mar, de forma triangular, colocado a montante do lado S.. Na margem direita possui um pequeno vão, em arco pleno, para escoamento da água na época das cheias. No geral, o aparelho é regular, com algumas fiadas pseudo-isódomas. Pavimento constituído por lajes e guardas de duas fiadas em cantaria, bem aparelhadas, encaixadas por sistema macho / fêmea, com aberturas na fiada inferior para escoamento da água da chuva. No encontro N., na primeira pedra da fiada superior da guarda, no topo, está gravada, com sulcos profundos, dentro de um rectângulo, a data de 1830. No encontro S., adossado à guarda de montante, alminhas de encruzilhada com cobertura em telhado de duas águas de granito, nicho pintado de azul com cruz de cimento e azulejo com Nossa Senhora do Carmo e grade em ferro.

Acessos

Lugar da Ponte Velha

Protecção

Categoria: IM - Interesse Municipal, Decreto nº 67/97, DR, 1ª Série, nº 301 de 31 dezembro 1997

Enquadramento

Rural, isolada, erguida sobre o Rio Ouro, integrada em caminho carreteiro ligando Arco de Baúlhe a Pedraça.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Transportes: ponte

Utilização Actual

Transportes: ponte

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Época Construção

Séc. 18 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 18 - Provável construção; 1758 - nas Memórias Paroquiais a ponte é referida como "de cantaria muito boa pela qual se comunica com a freguesia de Santa Senhorina... tem a pouca distância outra açude para outros moinhos, tem terceira açude para outros moinhos, junta-se-lhe outro rio que vem pela freguesia de São Miguel de Refojos..."; 1813 - no Mappa do Districto entre os Rios Douro e Minho feito por ordem de Nicolau Trante aparece cartografada a Ponte do Arco; 1830 - provável reparação; séc. 20, anos 80 - desmoronamento num dos encontros da ponte devido ao despiste de um automóvel; 1996, 7 Outubro - Despacho de abertura de processo de classificação.

Dados Técnicos

Estrutura autónoma.

Materiais

Estrutura da ponte em silhares graníticos, em aparelho regular, com algumas fiadas pseudo-isódomas; guardas em cantaria; pavimento em lajes graníticas.

Bibliografia

Mappa do Districto entre os Rios Douro e Minho feito por ordem do Ilmo. Exmo. Snr. Nicolau Trante, Brigadeiro Encarregado do Governo das Armas do Partido do Porto e Anno 1813; Ponte de Arco de Baúlhe pode ter dado nome à freguesia, in Diário do Minho, 26 Outubro 2006, p. 26.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN

Intervenção Realizada

Junta de Freguesia: 1996 - Recolocação de algumas guardas da ponte; 1997 - pavimentação, com paralelepípedos, do acesso N..

Observações

Do lado S., numa pedra do paramento voltado a nascente está gravado AFPL e na quarta pedra, da fiada superior, está gravado, no topo, com sulco profundo, PEDRO. Do lado N., na guarda de jusante, no topo da quarta pedra está gravada uma cruz assinalando o suicídio de um indivíduo.

Autor e Data

João Santos / António Dinis 1998

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login