Casa da Família Guedes / Casa no Largo do Lidador, n 5

IPA.00016972
Portugal, Beja, Beja, União das freguesias de Beja (Santiago Maior e São João Baptista)
 
Arquitectura residencial, vernácula, tardo-barroca. Residência urbana na qual a organização dos espaços e o tratamento dos alçados segue modelos vernaculares constantes em casas urbanas desde medos do séc. 16, onde o R/C possui compartimentos abobadados, destinados a cavalariças, adegas, arrecadações e outros espaços secundários e de serviço, muitas vezes de apoio à actividade agrícola, e o primeiro andar se organiza com as principais salas viradas para a rua, a sala de jantar e cozinha viradas para o quintal, tal como os quartos, a ligação ao quintal é feita através da cozinha, não possuindo este qualquer tratamento decorativo especial, mas apenas um carácter utilitário. A fachada principal organiza-se de forma simétrica, com poucas aberturas ao nível térreo e uma série regular de sacadas ao nível do primeiro andar, onde o gosto decorativo tardo-barroco se revela no intrincado desenho dos gradeamentos de ferro forjado, de volutas e flores estilizadas, assentes em mísulas de cantaria de recorte mistilíneo; os vãos apresentam vergas curvas, encimadas por cornijas de argamassa acompanhando a sua curvatura e entre eles as paredes são animadas por molduras de argamassa definindo painéis de recorte mistilíneo, com medalhões de argamassa delimitados por volutas, concheados, folhagens e plumas estilizadas, elementos decorativos bem característicos do tardo-barroco.
Número IPA Antigo: PT040205130080
 
Registo visualizado 175 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício        

Descrição

Planta em L, composta, irregular. Volumes articulados, massas dispostas na horizontal com cobertura diferenciada em telhados de duas águas. Fachada principal a NE. de um só pano definido por cunhais de argamassa caiados de cinzento, assente em soco de argamassa caiada a cinzento e rematado superiormente por entablamento e beirado, dividido em dois registos por cornija de argamassa; no registo inferior abre-se ao centro uma porta de verga curva, com moldura de cantaria, tendo à direita um óculo em forma de losango e um portão de verga curva, ambos com molduras de cantaria; à esquerda uma janela engradada e um portão de verga curva com moldura de cantaria; o registo superior é rasgado por sete janelas de sacada, de verga curva com molduras de cantaria, sendo a central ligeiramente mais larga, encimada por cornija curva apoiada em volutas de cantaria e as laterais encimadas por cornijas curvas de argamassa; as varandas possuem gradeamentos de ferro forjado com intrincada composição de volutas e pinhas de ferro forjado nos ângulos, bacias de cantaria curvas; entre os vãos inserem-se molduras de argamassa de recorte mistilíneo, definindo painéis, possuindo os que ladeiam a janela central um medalhão central de argamassa relevada, definido por volutas, concheados, folhagens e plumas estilizadas. Fachada posterior sobre o quintal, de um só pano rematado por cornija e beirado; nível térreo uma porta e dois arcos de volta perfeita que dão acesso a um espaço exterior coberto, onde se situa um poço com boca de cantaria em forma de ara; à direita adossa-se a escada de acesso ao primeiro andar, a cujo nível se abre uma porta de ligação a uma varanda, uma janela, um pano cego ligeiramente destacado, duas janelas de verga curva e a porta de ligação da cozinha às escadas que conduzem ao quintal, de verga curva. Fachada SE. sobre o quintal, de um só pano rematado por beirado, rasgado ao nível térreo por um arco de volta perfeita e um arco abatido e ao nível do primeiro andar por uma janela e uma varanda recuada. INTERIOR: dividido em dois pisos, a que se acede pela porta principal situada ao centro da fachada principal, que conduz a um átrio abobadado e decorado com estuques, tendo à esquerda uma porta que conduz às antigas cavalariças, de planta rectangular cobertas por abóbada de berço e porta de acesso directo à rua; na parede da direita abre-se uma porta de acesso às dependências térreas, abobadadas e o acesso às escadas de ligação ao piso nobre, de dois lanços, em L, com degraus de cantaria, patamar lajeado e átrio superior resguardado por gradeamento de ferro forjado assente em balaustres e com corrimão de madeira; chegando ao átrio abre-se uma porta à direita que conduz à Sala dos Retratos, com duas janelas sobre a praça, duas portas interiores fronteiras e um amplo vão que a liga à sala grande; a sala grande apresenta duas janelas abertas sobre a praça e na parede fronteira uma lareira de mármore negro; uma porta a SE. conduz a uma sala mais pequena, apenas com uma janela sobre a praça; voltando ao átrio uma porta à esquerda conduz a outra sala em cujas paredes são visíveis vestígios de pinturas murais inacabadas, uma janela sobre a praça e duas portas laterais que abrem para o terraço; na parede SO. abre-se uma porta que comunica com um quarto e na parede SE. um armário embutido ladeado pelas portas de ligação ao átrio e à sala interior de passagem; esta apresenta uma janela para as escadas e uma porta de ligação à Sala dos Retratos; a SO. abre-se a porta de ligação à Sala de Jantar e a SO. a porta de ligação à zona dos quartos; a Sala de Jantar apresenta na parede NE. lareira em madeira ladeada à esquerda por uma porta de comunicação com a Sala dos Retratos e à direita um armário embutido; na parede fronteira abrem-se duas janelas sobre o quintal, ladeando um armário embutido e na parede de topo abre-se ao centro a porta de ligação à cozinha; nesta destaca-se a ampla chaminé que ocupa quase toda a parede de topo, destacando-se na parede da esquerda uma despensa e um poial e na da direita a porta de acesso às escadas que conduzem ao quintal, um armário embutido e uma janela.

Acessos

Largo do Lidador, nº 5

Protecção

Incluído na Zona Especial de Protecção do Castelo de Beja (v. PT040205130003)

Grau

3 – imóvel ou conjunto de acompanhamento que, sem possuir características individuais a assinalar, colabora na qualidade do espaço urbano ou na ligação do tempo com o lugar, devendo ser preservado em tal medida. Incluem-se neste grupo, com excepções, os objectos edificados classificados como Valor Concelhio / Imóvel de Interesse Municipal e outras classificações locais.

Enquadramento

Urbano, com construções adossadas a SE., SO. e NO., formando um dos lados de um largo lajeado, fronteiro à Sé (v. PT040205130036), tendo a NO. o Castelo (v. PT040205130003) e a SE. a Casa Campos e Câmaras (v. PT040205130074).

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa

Utilização Actual

Em obras

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Séc. 18, terceiro quartel - construção da residência; séc. 20, meados - remodelação do interior, com aplicação de estuque texturado em paredes e tectos, 2002 - funciona no R/C uma galeria de exposições encontrando-se o primeiro piso devoluto.

Dados Técnicos

Estrutura mista

Materiais

Paredes de alvenaria de pedra e cal, rebocadas e caiadas; telhados em telha de canudo de barro vermelho de fabrico artesanal; molduras de vãos, degraus e elementos secundários de cantaria; portas de madeira e ferro; caixilharias de madeira e vidro; gradeamentos de ferro forjado; pinturas murais, pinturas a óleo sobre tela; pavimentos de tijoleira, alcatifa, mosaico hidráulico.

Bibliografia

ESPANCA, Túlio, Inventário Artístico de Portugal, Distrito de Beja, XII, Lisboa, 1992.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID; CMB

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID; CMB

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID; CMB

Intervenção Realizada

CMB: 2006 - obras de adaptação a Centro de Dia.

Observações

Autor e Data

Ricardo Pereira 2002

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login