Ponte Romana de Muge

IPA.00020820
Portugal, Santarém, Salvaterra de Magos, Muge
 
Ponte romana, reformada na época medieval que atravessa a ribeira de Muge, com tabuleiro em seixo e guardas em aparelho aberto por frestas, assente em 3 arcos desiguais, de volta perfeita. Pelo aparelho de construção usado, em especial no arco de maiores dimensões, verifica-se sem dúvida que a sua origem é romana, contudo os outros dois arcos mais pequenos, pela sua tipologia são atribuíveis à Idade Média.
Número IPA Antigo: PT031415030030
 
Registo visualizado 913 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Transportes  Ponte / Viaduto  Ponte pedonal / rodoviária  Tipo arco

Descrição

Tabuleiro em cavalete, assente sobre 3 arcos plenos, sendo o central maior, e com um só talha-mar prismático a montante, apresentando lgeira inflexão para a esquerda. Guardas de cantaria aparelhado rasgadas por pequenas frestas e com pavimento em seixo irregular.

Acessos

Muge

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Rural, isolado. Ligando as duas margens da Ribeira de Muge, fica situado à esquerda do Palácio dos Duquesde Cadaval (v. PT031415030029), nas imediações de uma estrada romana que ligaria à ponte.

Descrição Complementar

Numa peanha em alvenaria estão as seguintes inscrições, em placas de bronze: "PONTE ROMANA / Localizada na Ribeira de Muge esta ponte é um importante exemplo da arquitectura civil romana, sendo representativa do poderio de Roma na consolidação das vias terrestres do seu Império / A sua posição geográfica, permitiu-lhe ser um dos principais pontos de travessia para Santarém e para o interior do Alentejo. / Com um aparelho de construção de tipologia romana esta ponte sofreu algumas alterações na Idade Máedia conferindo-lhe o aspecto que ainda hoje mantém. " e "OBRA DE REABILITAÇÃO DA PONTE ROMANA DE MUGE, / INAUGURADA PELA SENHORA PRESIDENTE DA JUNTA DE FREGUESIA DE MUGE MANUELA DA SILVA NUNES / 12 DE DEZEMBRO DE 2004"

Utilização Inicial

Transportes: ponte

Utilização Actual

Transportes: ponte

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Época romana / Época medieval

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Época romana - construção; 1304 - datado foral do concelho de Muge, onde surge como tarefa dos povoadores erguer uma ponte de pedra sobre a ribeira de Muge; 2004 - inauguração das obras de restauro e consolidação da ponte.

Dados Técnicos

Materiais

Cantaria de arenito no embasamento; xisto e tejoleira no fecho dos arcos; blocos de calcário branco.

Bibliografia

Mário de Saa, As grandes vias da Lusitânia, Vol. I, 1956 ; Bairrão Oleiro, Achados arqueológicos no Porto de Sabugueiro, In Conímbriga, Vol. II e III, Coimbra, 1960-61

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN / DSID; CMSM

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN / DSID; CMSM

Intervenção Realizada

CMSM: 2004 - obras de consolidação e restauro da ponte; limpeza das ervas e arbustos dos paramentos; remoção do alcatrão do pavimento do tabuleiro; limpeza das margens da ribeira e zona envolvente.

Observações

A presença romana na freguesia de Muge está bem acentuada no lugar de Porto de Sabugueiro. O primeiro autor a referir-se ao Porto de Sabugueiro, como uma estação romana foi Mário de Saa, que visitou o local, onde encontrou várias entulheiras de material romano, ainda segundo este autor, o local teria sido um importante porto de navegação no período romano.Na década de 50, quando a Casa Cadaval (detentora do terreno), procedia à abertura de uma covas para plantação de uma vinha, foram descobertos vários materiais romanos tais como um mosaico, restos de ânforas e um forno, assim como outros materiais. Estes trabalhos foram dirigidos por Bairrão Oleiro e Jorge Alarcão. O Porto de Sabugueiro, devido à sua proximidade junto ao rio Tejo, foi durante o período romano, um importante porto fluvial, as escavações realizadas e os estudos publicados, definem este local como uma importante vila romana, com produção de material cerâmico, devido à existência de um forno de cerâmica, aqui encontrado na década de 60. Sensivelmente a 400 metros deste local, encontra-se a ponte de Muge.

Autor e Data

Cecília Matias 2006

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login