Igreja da Misericórdia de Idanha-a-Velha / Igreja Matriz de Idanha-a-Velha

IPA.00021067
Portugal, Castelo Branco, Idanha-a-Nova, União das freguesias de Monsanto e Idanha-a-Velha
 
Arquitectura religiosa, maneirista e novecentista. Igreja paroquial de planta longitudinal composta por nave e capela-mor, sacristia e campanário adossados ao lado direito, com cobertura interna homogénea, de feitura recente, em falsa abóbada de berço, escassamente iluminada pelos vãos da fachada principal e das janelas rectilíneas, rasgadas na lateral esquerda. Fachada principal em empena, com os vãos rasgados em eixo, composto por portal axial em arco de volta perfeita, dobrado, encimado por óculo quadrilobado. Fachadas com cunhais em cantaria, as laterais rasgadas por portas travessas de verga recta e molduras simples. Interior com baptistério no lado da Epístola, sob a sineira, com acesso por arco de volta perfeita, e púlpito quadrangular, barroco, no lado oposto. Sobre supedâneo, simples altar de cantaria.
Número IPA Antigo: PT020505040163
 
Registo visualizado 124 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

Categoria

Monumento

Descrição

Planta longitudinal composta por nave e capela-mor, apenas marcada exteriormente, sacristia e torre sineira quadrangular, adossadas ao lado direito, de volumes articulados de disposição na horizontal com cobertura homogénea em telhado de duas águas que se prolonga a uma água sobre sacristia. Fachadas rebocadas e pintadas de branco, excepto a principal, em cantaria aparente de aparelho isódomo, com cunhais em cantaria de granito e remate em cornija na principal e em beirada simples nas demais fachadas. Fachada principal virada a S. em empena com cruz latina sobre plinto galbado e volutado no vértice, rasgada por portal em arco de volta perfeita, dobrado, assente em impostas salientes, sendo a arquivolta interior ornada por motivos fitomórficos, com pedra de fecho saliente. Sobre o portal, pequeno nicho com abóbada de concha e óculo quadrilobado, com moldura em cantaria de granito e protegido por grades. No lado direito, a torre sineira, com 2 registo definidos por cornija, o primeiro cego e o segundo com uma sineira em cada face, em arcos de volta perfeita. É rematada por cornija, com pináculos nos ângulos e tem cobertura em coruchéu piramidal. Fachada lateral esquerda, virada a O., com porta de verga recta, entaipada, e duas janelas rectilínea, uma delas também entaipada. Fachada lateral direita, virada a E., rasgada, no corpo da sacristia, por uma porta de verga recta e uma janela rectilínea, em capialço; na nave, porta travessa de verga recto e moldura em cantaria. Adossada a esta, escada de acesso à torre sineira, no cimo da qual se rasga porta de verga recta. Fachada posterior cega, com remate em empena. INTERIOR com paredes rebocadas e pintadas de branco, percorrida por azulejos brancos, formando silhar, pavimento em lajeado de granito e tecto em falsa abóbada de berço, que se transforma em semi-cúpula sobre a capela-mor. Portal protegido por guarda-vento em estrutura de ferro e vidro simples. Do lado do Evangelho, púlpito quadrangular com bacia em granito suportada por consola, ao qual se acede por escada em granito, no lado direito. Do lado da Epístola, vão em arco de volta perfeita, com a moldura formada pelas aduelas, que acede ao baptistério, localizado sob a torre, onde surge pia baptismal em granito. Sobre supedâneo de granito, o altar-mor em cantaria.

Acessos

Largo do Pelourinho; Rua da Igreja; Rua do Tronco

Protecção

Incluída na Zona de Protecção do Pelourinho de Idanha-a-Velha (v. PT020505040001)

Grau

3 – imóvel ou conjunto de acompanhamento que, sem possuir características individuais a assinalar, colabora na qualidade do espaço urbano ou na ligação do tempo com o lugar, devendo ser preservado em tal medida. Incluem-se neste grupo, com excepções, os objectos edificados classificados como Valor Concelhio / Imóvel de Interesse Municipal e outras classificações locais.

Enquadramento

Urbano, isolado, situado a meia encosta, numa zona de pendor inclinado, com fachada principal sobre embasamento que se prolonga e conforma o adro da Igreja, alteado relativamente à via pública, com acesso por escadaria de cinco degraus em lajeado de granito. A igreja encontra-se rodeada por vias públicas, pavimentadas a cubos de granito, que formam, na fachada principal, um largo onde se localiza o Pelourinho de Idanha-a-Velha. Nas proximidades, localizam-se o Forno Comunitário de Idanha-a-Velha (v. PT020505040162), a Capela de São Dâmaso (v. PT020505040168), o Solar da Família Marrocos (v. PT020505040164), os antigos Paços do Concelho, o Posto de Turismo, o Lagar de Varas (v. PT020505040075) e a Catedral de Idanha-a-Velha (v. PT020505040010).

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja da Misericórdia

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Portalegre - Castelo Branco)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17 / 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Atelier 15 (2000).

Cronologia

Séc.17 - data da construção da misericórdia; séc. 18 - feitura do púlpito; 2000 - obras de restauro no imóvel, com construção de nova estrutura interna e nova cobertura.

Características Particulares

Antiga igreja da Misericórdia, transformada em paroquial e com obras adulterantes no interior, que transformaram a sua estrutura primitiva, impedindo a leitura da tipologia de igreja de misericórdia em que se inscreve. De destacar o exterior, com portal ornado por elementos vegetalistas, podendo reconstituir um reaproveitamento de silhares mais antigos, com arco dobrado e com moldura em aparelho almofadado. Mantém, no interior, o acesso seiscentista ao baptistério e o púlpito, assente em consola.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Estrutura em cantaria e alvenaria de granito, parcialmente rebocada e pintada; cunhais, cornija, pavimento e modinaturas em cantaria de granito; portas de madeira; tecto em gesso cartonado; silhares de azulejo industrial; guarda-vento em ferro forjado e vidro simples; cobertura exterior em telha de meia-cana.

Bibliografia

MARCELO, M. Lopes, Beira Baixa - novos guias de Portugal, Lisboa, 1993; Roteiro Turístico do Concelho de Idanha-a-Nova, Idanha-a-Nova, 1994; Idanha-a-Nova - Roteiro Turístico, Idanha-a-Nova, Setembro 1995; NEVES, Vítor Manuel Leal Pereira, As aldeias de Monsanto, Idanha-a-Velha e Castelo Novo, Lisboa, 1996; GRAÇA, Eduardo e SANTO, Manuela Espirito, Aldeias Históricas de Portugal - Idanha-a-Velha e Monsanto, n.º 6, Lisboa, 2000; FARIA, Daniela Carvalho e GRILO, Eduardo, 50 Maneiras de conhecer o Concelho de Idanha-a-Nova, Idanha-a-Nova, 2000; Notas sobre a intervenção em Idanha-A-Velha, in Património - estudos, n.º 2, Lisboa, 2002

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID; CMIAN; IGESPAR: IPPAR

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID; CMIAN; IGESPAR: IPPAR

Documentação Administrativa

CMIAN; IGESPAR: IPPAR

Intervenção Realizada

IPPAR: 2000 - realizadas obras de restauro.

Observações

Autor e Data

Luís Castro e Cláudia Alves 2005

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login