Ruínas de Forte Velho / Modorra

IPA.00002259
Portugal, Bragança, Vinhais, Vila Verde
 
Arquitectura militar, romana. Vestígios de um edifício de planta ovalada irregular, com muros de xisto. Ponto privilegiado de observação sobre o rio Tuela, com parcos vestígios de uma estrutura romana, que se constituiria como apoio à via romana que passava nas proximidades.
Número IPA Antigo: PT010412300009
 
Registo visualizado 993 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Militar  Atalaia    

Descrição

Vestígios de muro de xisto, que pertenceria a uma torre de planta ovalada irregular, com cerca de 8 x 7 metros.

Acessos

EN 103 Vinhais - Bragança, a 5 Km. para SE. de Vila Verde

Protecção

Em vias de classificação (Homologado como IIP - Imóvel de Interesse Público, Despacho de dezembro 1979 do Secretário de Estado da Instrução e Cultura)

Enquadramento

Rural, isolado, situa-se num morro à beira do rio Tuela que o rodeia por três lados, entre terrenos de cultivo, que, actualmente, ocultam completamente os vestígios.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Militar: atalaia

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 01 / 02 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 01 / 02 - provável edificação, destinada a funções funerárias ou, mais provavelmente, de apoio à via romana que passava nas imediações; 1973 - a Secretaria de Estado da Instrução e Cultura declara-o IIP; 1993 - na publicação coordenada por Tarcísio Maciel, refere-se que o sítio onde se encontram as ruínas estava completamente abandonado, constantemente afectado pela delapidação dos trabalhos agrícolas *1.

Dados Técnicos

Estrutura monolítica.

Materiais

Xisto argamassado.

Bibliografia

LEAL, Augusto Soares de Azevedo Barbosa de Pinho, Villa Verde ou Vila Verde e Prada, in Portugal Antigo e Moderno, vol. XI, Lisboa, 1886, pp. 1099-1100; MACIEL, Tarciso [coord.], Vinhais, Terra e Gentes, Vinhais, 1993; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/73274 [consultado em 11 janeiro 2017].

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID; Posto de Turismo de Vinhais

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

*1 - o conjunto, com várias estruturas ainda detectáveis, foi classificado, pelo autor, como de origem romana, com paredes em "opus caementicium"; divulga-se a descoberta nas imediações de cerâmica comum romana, telha de rebordo e "imbrex".

Autor e Data

Ernesto Jana 1993 / Marisa Costa 2001

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login