Edifício na Avenida Almirante Reis, n. 1 a 1C

IPA.00002540
Portugal, Lisboa, Lisboa, Arroios
 
Arquitectura residencial, ecléctica. Edifício cujas características revelam a cultura que marcou o início do séc. 20, sobretudo ao nível dos elementos empregues, como o ferro e o azulejo, que nos registos que percorrem as fachadas revelam um gosto Arte Nova.
Número IPA Antigo: PT031106060130
 
Registo visualizado 159 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício        

Descrição

Planta longitudinal. Massa simples de acentuada verticalidade, composto por 4 pisos e mansarda, coberto por um telhado misto, de telha de canudo, rasgado por trapeiras. O 1º piso tem várias portas e vitrinas. As portas de feição mais antiga são de verga curva. Os pisos seguintes têm um tratamento idêntico entre si, caracterizando-se por um conjunto simétrico de janelas de peito, de sacada e janelas com varandas corridas, emolduradas em cantaria. A divisão dos pisos é feita por uma moldura em cantaria, pouco saliente, que percorre todo o edifício. É encimado por uma cornija saliente e platibanda interrompida por trapeiras rasgadas por janelas com varanda corrida, e encimadas por cornija, sendo esta, coroada por uma espécie de frontão curvo. A fachada lateral N. é composta por 3 largas varandas ao nível do 2º, 3º e 4º pisos (A do 2º encontra-se fechada por vidro), com gradeamento em ferro forjado.

Acessos

Avenida Almirante Reis, n.º 1 a 1 - C e Rua Nova do Desterro, n.º 2 e 2 - A

Protecção

IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 8/83, DR, 1.ª série, n.º 19 de 24 janeiro 1983 *1 / Incluído na Zona de Proteção do Aqueduto das Águas Livres (v. IPA.00006811)

Grau

2 - imóvel ou conjunto com valor tipológico, estilístico ou histórico ou que se singulariza na massa edificada, cujos elementos estruturais e características de qualidade arquitectónica ou significado histórico deverão ser preservadas. Incluem-se neste grupo, com excepções, os objectos edificados classificados como Imóvel de Interesse Público.

Enquadramento

Urbano. Edifício de gaveto, situa-se no lado O. da Avenida, isolado. Implantação destacante.

Descrição Complementar

O 1º piso é revestido a cantaria branca e os seguintes a azulejos cinza esverdeados, interrompidos por registos horizontais de azulejos policromados. No 2º - e 3º pisos, as vergas das janelas de sacada, bem como as das varandas corridas, são encimadas por painéis de azulejos policromados com motivos florais. O 4º piso é todo corrido superiormente por um registo de azulejos idêntico aos anteriores. Este desce um pouco abaixo das vergas dos vãos das janelas, contornando-as. As janelas das trapeiras também têm painéis de azulejos sobre as suas vergas, de cores idênticas aos dos pisos inferiores, mas com motivos menos estilizados. O proprietário do edifício é o Sr. Ramiro, também dono de um dos estabelecimentos comerciais (cervejaria).

Utilização Inicial

Residencial: edifício

Utilização Actual

Residencial: edifício / Comercial: loja

Propriedade

Privada

Afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Joaquim Francisco Tojal (1905).

Cronologia

1905 - Entrega do requerimento de pedido de construção do edifício por Francisco Oliveira Sommer, tutor de João Agostinho da Costa Garcia; o projecto é de autoria de Joaquim Francisco Tojal.

Dados Técnicos

Sistemas estruturais - paredes autoportantes.

Materiais

Alvenaria, cantaria, azulejo, madeira, vidro, ferro e telha.

Bibliografia

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

*1 - DOF: Edifício situado na Avenida Almirante Reis, n.º 1 a 1 - C, tornejando para a Rua Nova do Desterro, n.º 2 e 2 - A.

Autor e Data

João Silva 1992

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login