Cinema Topázio

IPA.00025817
Portugal, Faro, Olhão, União das freguesias de Moncarapacho e Fuseta
 
Arquitectura cultural, contemporânea. Cinema de traçado característico da ampla difusão e vulgarização do léxico arquitectónico do Movimento Moderno, no seu período maduro, em promoções locais periféricas.
Número IPA Antigo: PT050810010035
 
Registo visualizado 167 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

Categoria

Monumento

Descrição

Acessos

Rua da Liberdade e Rua Professor Manuel Carlos

Protecção

Inexistente

Grau

5 - registo em pré-inventário com um preenchimento mínimo dos campos… e pressupondo a existência de um registo iconográfico.

Enquadramento

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Cultural: cinema

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1971 - o Cinema Topázio apresenta duas sessões por semana durante todo o ano (contrariamente ao que sucedia nos primeiros tempos de funcionamento da sala, quando as projecções tinham esta frequência mas apenas durante o Inverno, quando os barcos de pesca do bacalhau permaneciam em terra). A afluência de espectadores, dado tratar-se do único equipamento do género na povoação, é alta. A sala é frequentada por todas as classes sociais, pelo que a sua utilização presta-se a uma análise antropológica, como amostra de uma estratificação verificada a maior escala: "No que respeita a tipos de lugares, a sala dispõe de geral, geral numerada, primeira e segunda plateias e algumas frisas. As frisas estão, por via de regra, sendo eventualmente ocupadas apenas por pessoas ligadas à empresa proprietária. As filas da primeira plateia são ocupadas por indivíduos das classes média e alta. A distribuição dos lugares é aqui relativamente indiscriminada. A quem esteja um pouco dentro do ambiente, será, contudo, fácil notar que os indivíduos da classe mais elevada têm, também aqui, tendência para se agrupar. A segunda plateia e a geral numerada são ocupadas por indivíduos da classe baixa. Finalmente, nas primeiras filas da sala, imediatamente frente ao écran, em bancos de madeira corridos tomam lugar sobretudo indivíduos do campo que vêm a Fuzeta ver cinema e também adolescentes da terra, que ainda não dispõem de dinheiro suficiente para ocupar lugares mais à rectaguarda. Existe o hábito na Fuzeta (com particular relevância para os membros da classe alta) de se ter lugares no cinema, sempre os mesmos, reservados em permanência.". Os preços praticados são 5$00 para geral, 6$00 para geral numerada, 8$00 para 2ª plateia e 9$00 para 1ª plateia. "(...) ultimamente se tem notado uma tendência da parte de indivíduos da classe baixa, para comprarem bilhetes na primeira plateia, quando usualmente ocupavam sobretudo a geral numerada e a segunda plateia (OLIVEIRA 1971, pp. 174-177);

Características Particulares

Especial destaque para o grafismo dos letreiros de fachada e para o desenho de pormenor do equipamento de iluminação exterior, por exemplo, característicos da década de 1950 e aqui realizados com recurso às tecnologias e materiais tradicionais.

Dados Técnicos

Materiais

Bibliografia

OLIVEIRA, Carlos Manuel G. Ramos de, Fuzeta: uma abordagem antropológica, Lisboa, 1971 (texto policopiado).

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Câmara Municipal de Olhão: Arquivo da Secção de Obras, Proc. 33812-A

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO

Autor e Data

Ricardo Agarez 2007

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login