Escola Primária de Belver

IPA.00026846
Portugal, Bragança, Carrazeda de Ansiães, União das freguesias de Belver e Mogo de Malta
 
Arquitectura educativa, do século 20. Escola tipo rural de uma sala do Novo Plano dos Centenários, com sala rectangular, viradas a S., rasgada por três amplos vãos, tendo a E., vestíbulo, volumetricamente mais baixo e recuado, com fachada grelhada, e portão em ferro; sanitários na fachada posterior.
Número IPA Antigo: PT010403030083
 
Registo visualizado 206 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

Categoria

Monumento

Descrição

Planta composta por sala de aula, e vestíbulo a E., rectangulares. Massa horizontal, de volumes escalonados com coberturas em telhados de duas águas na sala e vestíbulo. Fachadas rebocadas e pintadas de branco, excepto a lateral E. do vestíbulo, com aparelho aparente e juntas pintadas de branco, percorridas por embasamento em lajes de cantaria, igualmente de juntas pintadas e remates em cornija de betão, sobreposta por beirada simples. Fachada principal virada a S., com sala de aula rasgada por três amplos vãos rectangulares, de igual dimensão, com caixilharia de alumínio, formando quadrícula, pintado a castanho, interligado por peitoril de cantaria. Do lado direito, surge superiormente mastro da bandeira, em ferro, apoiado em mísula de cantaria. O vestíbulo, com o cunhal SE. em falsas alhetas, é fechado em grelhado de cimento, pintado de branco, possuindo vão de verga recta com portão de ferro, pintado a castanho, precedido por dois degraus de cantaria. Fachadas laterais cegas terminadas em empena. Fachada posterior rebocada e pintada de branco, tendo superiormente na parte correspondente aos sanitários dois pequenos vãos em grelhado de cimento; rasgada por de verga recta, que dá acesso a três portas de verga recta, de madeira, para o vestíbulo, a sala de aula e os sanitários. INTERIOR: vestíbulo com pavimento em argamassa de cimento, paredes rebocadas e pintadas de branco; do lado esquerdo, surgem duas portas de verga recta, de madeira, a primeira para a sala de aula e outra para os sanitários.

Acessos

Rua da Escola

Protecção

Inexistente

Grau

3 – imóvel ou conjunto de acompanhamento que, sem possuir características individuais a assinalar, colabora na qualidade do espaço urbano ou na ligação do tempo com o lugar, devendo ser preservado em tal medida. Incluem-se neste grupo, com excepções, os objectos edificados classificados como Valor Concelhio / Imóvel de Interesse Municipal e outras classificações locais.

Enquadramento

Rural, isolado. Implanta-se no interior da povoação, sobrelevada relativamente ao caminho que lhe dá acesso, envolvida por campos de cultivo, possuindo recreio de terra batida, com pequenas árvores de fruta, vedado por muro de cantaria, com acesso por portão de ferro, precedida por escada de cantaria.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Educativa: ensino básico

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Fernando Peres (projecto).

Cronologia

1956, Janeiro - Arquitecto Fernando Peres elabora estudo integrado no projecto das escolas do Novo Plano dos Centenários, criando dois tipos de edifícios escolares, visando a uniformização das dimensões das salas de aula, vestíbulos, alpendres, uniformização das dimensões dos vãos, dos blocos sanitários, simplificação das coberturas, eliminação dos fogões de sala, que seriam substituídos por salamandra; 1960, cerca - data da construção da escola; redução de cantarias e peitoris, degraus e soleiras, e redução da espessura das paredes; 2006, 17 Abril - assinatura do protocolo entre a Câmara Municipal de Carrazeda de Ansiães e a Liga dos Amigos de Belver para cedência do uso da escola; Junho - encerramento das actividades escolares.

Características Particulares

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes autónomas.

Materiais

Estrutura rebocado e pintado; embasamento, peitoril, mísula do mastro, escadas e outros elementos em granito; portas em madeira; caixilharia das janelas em alumínio; janelas de vidro simples; pavimento do vestíbulo em argamassa de cimento; cobertura de telha; portões e mastro em ferro.

Bibliografia

BEJA, Filomena, SERRA, Júlia, MACHÁS, Estella, SALDANHA, Isabel, Muitos Anos de Escolas, Edifícios para o ensino infantil e primário até 1941, vol. 2, Lisboa, 1987.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DENN

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DENN, SIPA

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DENN

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Sónia Basto 2008

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login