Casa Henriquina / Casa da Câmara da Aguieira

IPA.00003686
Portugal, Viseu, Nelas, União das freguesias de Carvalhal Redondo e Aguieira
 
Arquitectura residencial, quatrocentista. Casa sem uma tipologia ou características definidas que permitam a sua inclusão num estilo determinado. Caixa murária lisa com quatro vãos rectangulares a O. e três a E., um deles com moldura chanfrada.
Número IPA Antigo: PT021809070011
 
Registo visualizado 163 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

Categoria

Monumento

Descrição

Casa arruinada, de planta longitudinal rectangular, regular. Massa simples, horizontalista de cobertura inexistente. Fachada principal voltada a O., sem embasamento, de dois pisos. No primeiro, ampla porta de moldura rectangular lisa, ascendendo-se do segundo piso por escada lateral saliente, de cinco degraus a um patamar provido de varandim liso, que dá acesso a uma porta rectangular, ladeada por outra mais pequena, de moldura rectangular chanfrada, em cuja ombreira existe uma pequena inscrição epigráfica ilegível, e por uma janela rectangular. À esquerda da fachada, ao nível do segundo piso, um pequeno vão rectangular, horizontal, cego. A parte superior da caixa murária está truncada, em ruínas. Fachada S. adossada a construção de dois pisos. Fachada E. adossada a casa de dois pisos e ao respectivo quintal, sendo visíveis, contudo, três janelas rectangulares ao nível do andar nobre, estando as duas da esquerda entaipadas pelo edifício, assim como uma porta no piso térreo. Fachada N. muito arruinada, notando-se apenas a parte inferior dos pés-direitos de uma porta rectangular ao centro da fachada, no piso térreo. INTERIOR de dois andares, com base de muro divisório a meio, completamente arruinado e invadido pelo mato.

Acessos

Largo do Município

Protecção

Em vias de classificação (Homologado como IM - Interesse Municipal, Despacho de janeiro 1974)

Grau

3 – imóvel ou conjunto de acompanhamento que, sem possuir características individuais a assinalar, colabora na qualidade do espaço urbano ou na ligação do tempo com o lugar, devendo ser preservado em tal medida. Incluem-se neste grupo, com excepções, os objectos edificados classificados como Valor Concelhio / Imóvel de Interesse Municipal e outras classificações locais.

Enquadramento

Urbano, situado em frente do Pelourinho da Aguieira (v. PT021809020001), com arruamento a O., logradouro a N. e adossada a casas de habitação de dois pisos a E. e S..

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Época Construção

Séc. 15 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1451 - data constante de uma inscrição no umbral direito da porta da Casa Henriquina, descoberta pelo arqueólogo espanhol Casasnovas em 1960, pensando-se ser a data de construção da Casa que teria sido propriedade do Infante D. Henrique e, mais tarde, sede concelhia; 1960 - a Casa Henriquina estava em vias de ser vendida; 1961 - a DGEMN aconselha a Câmara Municipal de Nelas a aceitar a oferta do proprietário e a estudar uma finalidade adequada para o edifício, procedendo a obras de restauro que o Ministério Obras Públicas subsidiará.

Características Particulares

Dados Técnicos

Paredes autoportantes.

Materiais

Granito, parcialmente rebocado do lado direito da fachada principal.

Bibliografia

Os Paços do Infante na Aguieira, in Jornal Diário de Coimbra, 4 Nov. 1963.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

1962 - são feitas algumas obras no monumento.

Observações

Autor e Data

Madeira Portugal 1991 / Lina Marques 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login