Ponte do Vau

IPA.00003896
Portugal, Porto, Penafiel, Paço de Sousa
 
Ponte provavelmente construída na época moderna, de tabuleiro em cavalete assente sobre um arco de volta perfeita. Alicerce dos pegões assente em encaixes cavados no afloramento; pegões com contraforte de panejamento inclinado.
Número IPA Antigo: PT011311220066
 
Registo visualizado 628 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Transportes  Ponte / Viaduto  Ponte pedonal / rodoviária  Tipo arco

Descrição

Ponte integrada em caminho carreteiro, de tabuleiro em cavalete com uma largura máxima de c. de 2,5 m, assente em arco único de volta perfeita, em cantaria, com pegões cegos, estando o alicerce destes assente em encaixes cavados no afloramento. Os pegões apresentam um contraforte, com um panejamento inclinado e com remate superior em degrau, ao nível do tabuleiro. O seu pavimento encontra-se muito alterado, já não conservando qualquer laje, sendo constituído por cubos graníticos. O tabuleiro ainda preserva uma fiada de guardas em granito. Os paramentos são em aparelho regular, com algumas fiadas pseudo-isódomas.

Acessos

Lugar do Vau, caminho carreteiro a partir do km 2 da EN 319-3

Protecção

Enquadramento

Urbano, isolado, na periferia de Cete, sobre o Rio Sousa, integrada no caminho velho que se dirige para Paço de Sousa.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Transportes: ponte

Utilização Actual

Transportes: ponte

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Época moderna (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Época moderna - provável construção da ponte.

Dados Técnicos

Estrutura autoportante.

Materiais

Estrutura em silhares graníticos; guardas em cantaria; pavimento em cubos graníticos.

Bibliografia

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN / DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

O afloramento onde assentam os pegões apresenta uma série de entalhes de encaixe de silhares em plano inferior, revelando uma implantação anterior ligeiramente divergente da actual travessia.

Autor e Data

Isabel Sereno / Paulo Amaral 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login