Castelo de Valongo

IPA.00003939
Portugal, Évora, Évora, Nossa Senhora de Machede
 
Arquitectura residencila, militar, gótica, manuelina. Pequeno Castelo de planta central, quadrada, com torres nos ângulos, conjugando as funções de paço senhorial e castelo. A edificação medieval, sofreu intervenções quinhentistas nomeadamente a escadaria, coberturas ogivais e vãos de sacada com molduras de recorte manuelino. As argamassas tradicionais utilizadas nas alvenarias de alçados, em particular ao nível do arranque dos mesmos, são utilizadas noutros monumentos da região.
Número IPA Antigo: PT040705030012
 
Registo visualizado 391 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

Categoria

Monumento

Descrição

Planta quadrangular regular, composta pela articulação horizontal e ortogonal entre quatro lanços de paramento de muralha com quatro torreões de planta quadrada, que os ligam nos vértices de encontro, respectivamente a NE., SE., SO. e NO.. Coberturas diferenciadas para cada um dos torreões, de adarve defendido por ameias. A fachada principal, onde se rasga amplo pórtico de arco quebrado, vira a E. e constitui-se pela articulação horizontal do paramento E. com a torre de menagem no ângulo NE. e com o cubelo do ângulo SE.. As restantes fachadas, cegas, apenas rasgadas por estreitas frestas, constituem-se igualmente pela articulação horizontal dos respectivos paramentos com os cubelos de remate dos ângulos. A Torre de Menagem tem fachada orientada a O., onde se rasga o pórtico acessível por escadaria. INTERIOR: torre de menagem com três pisos alçados sobre abóbadas ogivais de tijolo, o último de adarve; escadaria enrolada em caixa autónoma, ressaltando no ângulo SO., que ascende a três vastos salões, iluminados por estreitos vãos que olham sobre o horizonte a S..

Acessos

Herdade de Castelo Real. Estrada Florestal 381 entre Redondo - Reguengos de Monsaraz; atravessando a povoação de Montoito, que dista 12Km de Reguengos de Monsaraz e 18Km do Redondo,seguir a EM na direcção de Valongo, para O.; a c. de 4 Km de Montoito passada Ribeira de Valongo, na fronteira entre os concelhos de Redondo e Évora, divisa-se à mão esquerda, a S., em pequeno pontão, o Castelo. O acesso é feito a partir daí a pé pelos terrenos de cultivo, por c. de 200m

Protecção

MN - Monumento Nacional, Decreto de 16-06-1910, DG n.º 136 de 23 junho 1910

Grau

5 - registo em pré-inventário com um preenchimento mínimo dos campos… e pressupondo a existência de um registo iconográfico.

Enquadramento

Rural, a meia encosta, em pequena plataforma de cabeço suave, a c. de 200m de altitude, isolado e em destaque, perto Ribeira de Valongo, afluente da Riberira do Degebe; rodeado montado de sobro e azinho e terrenos de semeadura de trigo e girassol, que ficam em pousio durante um ano, desfruta de vista sobre as Herdades vizinhas: Herdade da Grã *1 e a Herdade de Morjoannes a SE.; para NE. fica a Barragem da Vigia e a E. a de Monte Novo; a S. terrenos de vinha e olival da Herdade de Castelo Real; a SE., localizam-se o Monte da Igreja e a antiga Estação de Caminhos de Ferro de Valongo.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: paço senhorial / Militar: castelo

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 13 / 15 / 16

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

1283, c. de - edificação do imóvel segundo a documentação disponível: cartas de venda a Dona Leonor Afonso, infanta filha de Dom Afonso III, por parte dos descendentes de Pero Anes e de D. João Peres Aboim; nas imediações existiria já uma torre ou castelo; séc. 14 - no Cartulário do Capítulo da Sé de Évora a primitiva torre ou castelo já existente antes da edificação era denominado de Castelo Velho, mas implantava-se na margem oposta da Ribeira de Valongo, nas margens da Alcorovisca; devia tratar-se de mansão viária romana; Séc. 15 / 16 - arranjos na Torre de Menagem, coberturas ogivais em tijolo escadaria e janelas de sacada ; Séc. 19 - aquisição, provavelmente aos Marqueses de Valada, pelos actuais proprietários; 2004, Novembro - elaboração Carta de Risco do imóvel pela DGEMN.

Características Particulares

Monumento singular na arquitectura militar medieval em Portugal, é uma interessante solução de compromisso entre o paço senhorial e o castelo, rara para a época provável de edificação. A escadaria enrolada em caixa autónoma na Torre de Menagem.

Dados Técnicos

Estrutura autónoma

Materiais

Cantaria de granito, alvenaria de pedra, alvenaria mista, taipa, mármore branco de Estremoz em elementos secundários, telha de canudo, chapa de zinco, argamassas tradicionais.

Bibliografia

ESPANCA, Túlio, Inventário Artístico de Portugal - Distrito de Évora, vol. VI, Lisboa, SNBA, 1966; ALARCÃO, Jorge, Portugal Romano, Lisboa, Verbo, 1973; BAPTISTA, Júlio César, Fundação de Montoito, A Cidade de Évora, nº 59, 1976.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID, Carta de Risco

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID, Carta de risco

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID, Carta de Risco

Intervenção Realizada

1989 - Limpeza de juntas, enchimento de rombos. Consolidação de fracturas e reconstrução de ameias

Observações

EM ESTUDO. *1 - A Herdade da Grã pertenceu a Pero da Grã que teria sodo contratado por D. João II para eliminar elementos da Casa de Bragança; *2 - Jorge Alarcão, que reproduz uma planta inexacta do imóvel, dá-lhe por fundadores os romanos. Não enxergamos qualquer vestígio concreto que possa ter induzido o ilustre arqueólogo.

Autor e Data

Manuel Branco 1993

Actualização

Rosário Gordalina 2005
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login