Barragem Romana de Álamo

IPA.00005623
Portugal, Faro, Alcoutim, União das freguesias de Alcoutim e Pereiro
 
Barragem romana, de planta rectilínea reforçada por contrafortes, constituindo uma estrutura de dimensões significativas que deveria estar relacionada com outras estruturas exploradas por Estácio da Veiga.
Número IPA Antigo: PT050802010003
 
Registo visualizado 794 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Hidráulica de contenção  Barragem  Barragem romana  

Descrição

Planta rectilínea, reforçada por seis contrafortes com uma altura máxima de 3m e espessura de 3m, os contrafortes tem a espessura de 1,5m o comprimento de 1,6m e o afastamento de 2,3m a sua forma é irregular; fenda a E. *1.

Acessos

Álamo

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 26-A/92, DR, 1.ª série-B, n.º 126 de 01 junho 1992

Enquadramento

Rural, planície, em harmonia com o meio ambiente, adossado a um muro separador de propriedade.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Hidráulica: barragem

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Privada

Afectação

Época Construção

Época romana

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Época eomana - construção da barragem; 1877 - descoberta por Estácio da Veiga.

Dados Técnicos

Estrutura mista

Materiais

Alvenaria, argamassa, opus incertum

Bibliografia

ALARCÃO, Jorge de, Roman Portugal, 2, Warminster, 1988: CARDOSO, João Luís, Barragens Romanas do Algarve, Boletim Informativo Encontro de Arqueologia do Algarve, Faro, 1990; MARQUES, Teresa, org., Carta Arqueológica de Portugal: concelhos de Faro, Olhão, Tavira, Vila Real de Santo António, Castro Marim e Alcoutim, Lisboa, 1995; QUINTELA, António Carvalho et. alt., Aproveitamentos hidráulicos romanos a sul do Tejo. Contribuição para a sua intervenção e caracterização, Lisboa, 1986; SANTOS, Maria V. A. dos, Arqueologia Romana do Algarve, Vol.2, Lisboa, 1972; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/69670 [consultado em 5 agosto 2016].

Documentação Gráfica

CMA

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

*1 - a área da bacia hidrográfica é de 0,3 Km2, o comprimento da albufeira seria de 90m, a área inundada de 2.140m2. Existe planta levantada por Estácio da Veiga.

Autor e Data

Francisco Lameira 1997

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login