Bairro Estrela d'Ouro

IPA.00005965
Portugal, Lisboa, Lisboa, São Vicente
 
Conjunto arquitetónico residencial multifamiliar. Habitação económica de promoção privada. Conjunto operário de média dimensão, composto por casas em banda de dois pisos, formando quarteirões.
Número IPA Antigo: PT031106160223
 
Registo visualizado 755 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

Categoria

Conjunto

Descrição

Conjunto de edifícios de 2 e 3 pisos destinados a habitação, em que todos os 120 fogos têm acesso directo para a rua através de escadas e galerias exteriores, e cinema "Royal Cine".

Acessos

Rua Senhora do Monte, 14; Rua Virgínia

Protecção

CIP - Conjunto de Interesse Público, Portaria nº 740-EC/2012, DR 2.ª série, nº 252 de 31 de dezembro de 2012.

Grau

2 - imóvel ou conjunto com valor tipológico, estilístico ou histórico ou que se singulariza na massa edificada, cujos elementos estruturais e características de qualidade arquitectónica ou significado histórico deverão ser preservadas. Incluem-se neste grupo, com excepções, os objectos edificados classificados como Imóvel de Interesse Público.

Enquadramento

Urbano, inserido na mala urbana do bairro da Graça com entrada pela Rua da Senhora do Monte, nº 14, e pela Rua da Graça, nº 22.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Não aplicável

Utilização Actual

Não aplicável

Propriedade

Privada: pessoa coletiva

Afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITETO: Norte Júnior

Cronologia

1907 - ano da construção por inicitiva de Agapito Pinto da Serra Fernandes; 1908 - o industrial Agapito Serra Fernandes fixa na vivenda Rosalina (r. Josefa Maria, nº 13) a sua residência; 1945, cerca - instalação do Lar de Nossa Senhora da Vitória na Vivenda Rosalina; 1989, 31 julho - proposta de classificação pelo IPPC; 1990, 29 maio - despacho de homologação do Secretário de Estado da Cultura do parecer do Conselho Consultivo do IPPC a propor a classificação como IIP; 2005, 3 fevereiro - despacho de homologação da Ministra da Cultura do parecer favorável do Conselho Consultivo do IPPAR sobre proposta da DRLisboa para alteração da área a classificar; 2006, 14 fevereiro - proposta de um dos proprietários para alteração da área a classificar; 2008, 28 janeiro - despacho de homologação da Ministra da Cultura mantendo a delimitação da área a classificar, de acordo com o parecer favorável do Conselho Consultivo do IPPAR sobre proposta da DRLisboa no sentido de ser mantida a área a classificar.

Características Particulares

Acesso direto de todos os fogos para a rua. O " Cine Royal" foi o primeiro cinema sonoro em Portugal.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes

Materiais

Alvenaria mista e de tijolo, cantaria de calcário, reboco pintado, ferro fundido e forjado, azulejo industrial.

Bibliografia

RODRIGUES, Maria João Madeira, Tradição, Transição e Mudança. A Produção do Espaço na Lisboa Oitocentista, in Boletim da Junta Distrital de Lisboa, Nº 84, Lisboa, 1978; SANTOS, António Maria dos Anjos, Habitação Operária em Lisboa no Início da Industrialização, Lisboa, 1981 (trabalho policopiado / Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa); COUCEIRO, João, Levantamento de Vilas e Pátios de Lisboa, Lisboa, 1987 (trabalho policopiado / C.M.L. - D.S.U.); AA VV, Guia Urbanístico e Arquitectónico de Lisboa, Lisboa, 1987; CALADO, Maria, FERREIRA, Vitor Matias, Lisboa. Freguesia da Graça, Lisboa, 1991

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

CML: Arquivo de Obras, Pº Nº 42161; IPPAR Pº Nº 89/3 (71)

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Teresa Vale e Carlos Gomes 1994

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login