Povoado fortificado de Ribas / Alto da Cerca

IPA.00005989
Portugal, Vila Real, Valpaços, Algeriz
 
Aglomerado proto-urbano. Povaoado proto-histórico com ocupação romana. Povoado fortificado / castro com habitações e planta circular e rectangular circundadas por duas linhas de muralhas reforçadas por fosso de NE a NO.. Fosso escavado no afloramento; na muralha estão incorporados silhares com motivos ornamentais; dentro do povoado encontra-se um lagar escavado na rocha.
Número IPA Antigo: PT011712030008
 
Registo visualizado 1102 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Conjunto urbano  Aglomerado urbano  Povoado  Povoado proto-histórico  Povoado fortificado  

Descrição

Povoado fortificado proto-histórico e romanizado, circundado por duas linhas de muralha, que chegam a atingir c. de 7 m de espessura, sendo o sistema defensivo complementado de NE a NO por um fosso escavado no afloramento, muito danificado. Na muralha interior regista-se uma porta virada a NE e uma outra, mais estreita, no flanco NO. Registe-se que a primeira linha de muralha possui um cotovelo com uma espessura de c. de 13 m. No pano da muralha interior encontram-se, possivelmente reaproveitados, dois silhares com ornamentações gravadas, sendo os motivos decorativos constituídos por círculos e espirais. Nas plataformas interiores, conservam-se habitações de planta rectangular e circular, assim como, a E., um lagar escavado num rochedo. Exteriormente ao povoado encontra-se uma habitação rectangular, possuindo num extremo, segundo o eixo maior, um corpo com a mesma planta, não apresentando qualquer comunicação com aquela.

Acessos

Algeriz, Lugar de Ribas, caminho carreteiro a partir do km 156 da EN 206

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 29/84, DR, 1.ª série, n.º 145 de 25 junho 1984

Enquadramento

Rural, isolado, remate de esporão coberto com pinhal e vegetação rasteira, sobranceiro ao Regato da Quebrada.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Não aplicável

Utilização Actual

Não aplicável

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Época Construção

Proto-história

Arquitecto / Construtor / Autor

Não aplicável

Cronologia

Proto-história - construção do povoado; Antiguidade - vestígios de ocupação romana.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes; muralhas construídas com silhares assentes em seco, em aparelho irregular, constituídas por dois paramentos paralelos preenchidos interiormente com pedra miúda; paredes das construções em dois paramentos; cobertura das construções com tegula e imbrex.

Materiais

Muralhas e construções em granito; lagar escavado no afloramento granítico.

Bibliografia

AZEVEDO, Pedro A., Extractos archeologicos das Memórias Parochiaes de 1758, O Archeologo Português, 2 (10 - 11), Lisboa, 1896, p. 258; CASTRO, Luis de Albuquerque e, Uma peça de cobre do Castro de Ribas, Studium Generale, Porto, 9 (1), 1962, p. 80 - 84; MONTALVÃO, António, Visitas a castros nos arredores de Chaves, ed. policopiada, Chaves, 1971, p. 79 - 83; MARTINS, A. V., Monografia de Valpaços, Porto, 1978, p. 53, 64, 66 e 167; KALB, Philine, Zur Atlantischen Bronzenzeit in Portugal, Germania, 58, Frankfurt, 1980, nº 33, Abb. 6; FREITAS, Adérito Medeiros, A Cerca de Rivas, Revista de Guimarães, 99, Guimarães, 1989, p. 319 - 367; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/74445 [consultado em 11 janeiro 2017].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

DGEMN, DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

1987 / 1989 - Limpeza e reconstrução de estruturas sob orientação de Adérito Medeiros Freitas; 1992 - escavação arqueológica sob orientação de Armando C. F. Silva.

Observações

Foram detectados um machado polido de anfibolite, dois machados em cobre, uma alfinete em cobre, uma abraçadeira de bronze, cerâmica comum indígena, cerâmica comum romana, cerâmica de importação romana, fragmentos de vidro, tegula, imbrex, fustes de coluna, mós manuárias, fíbulas, moedas e um busto humano em granito. Dois machados em cobre estão na posse de Amílcar Costa, morador em Carrazedo de Montenegro. ( 1 ) Tendo parte das estruturas visíveis sido objecto de restauro. ( 2 )Embora o fosso esteja entulhado. ( 3 )Embora os silhares decorados estejam expostos à erosão atmosférica

Autor e Data

Isabel Sereno / Paulo Amaral 1994

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login