Antas da Serra do Alvão

IPA.00006020
Portugal, Vila Real, Vila Pouca de Aguiar, Alvão
 
Arquitectura funerária, megalítica. Complexo de antas.
Número IPA Antigo: PT011713100001
 
Registo visualizado 244 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

Categoria

Monumento

Descrição

Chã das Arcas 1 - Mamoa de tumulus de terra e pedra miúda, muito destruído, com c. de 17 m de diâmetro e 1 m de altura, conservando somente um esteio. Chã das Arcas 2 - Mamoa de tumulus de terra e pedra miúda, muito destruído, com depressão central de violação, com c. de 25 m de diâmetro e 2 m de altura, não conservando qualquer esteio. Chã das Arcas 3 - Mamoa de tumulus de terra e pedra miúda, muito destruído, com depressão central de violação, com c. de 17 m de diâmetro e 1 m de altura, conservando dois esteios e a laje de cabeceira, embora todos se encontrem fragmentados. Chã das Arcas 4 - Mamoa de tumulus de terra e pedra miúda, muito destruído, com depressão central de violação, com c. de 18 m de diâmetro e 2 m de altura, conservando três esteios, embora um esteja fragmentado. Chã das Arcas 5 - Mamoa de tumulus de terra e pedra miúda, muito destruído, com depressão central de violação, com c. de 30 m de diâmetro e 2 m de altura, conservando dois esteios. Chã das Arcas 6 - Mamoa de tumulus de terra e pedra miúda, muito destruído, com depressão central de violação, com c. de 30 m de diâmetro e 2 m de altura, conservando quatro esteios, embora dois se encontrem tombados.

Acessos

Carrazedo do Alvão, Chã das Arcas, estradão ao km 114 da EN 206

Protecção

MN - Monumento Nacional, Decreto de 16-06-1910, DG, n.º 136 de 23 junho 1910

Grau

1 – imóvel ou conjunto com valor excepcional, cujas características deverão ser integralmente preservadas. Incluem-se neste grupo, com excepções, os objectos edificados classificados como Monumento Nacional.

Enquadramento

Rural, isolado, em zona de chã junto ao Rio Torno, nos dois lados do estradão.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Funerária: anta

Utilização Actual

Marco histórico-cultural

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Época Construção

Pré-história

Arquitecto / Construtor / Autor

Não aplicável

Cronologia

2000 a.C. - Provável construção das antas; 2009, 07 setembro - despacho de abertura do procedimento de eventual desclassificação do Director do IGESPAR, I.P..

Características Particulares

Dados Técnicos

Materiais

Esteios em monólitos graníticos, tumulus em terra e pedra miúda.

Bibliografia

BRENHA, José, Dolmens ou antas de Villa Pouca d'Aguiar, Portugalia, 1 (1 - 4), Porto, 1903, p. 694 - 701; CRUZ, Domingos, A Necrópole Megalítica da Serra do Alvão, Trabalhos de Antropologia e Etnologia, 25 (2 - 4), Porto, 1985, p. 399 - 402; JORGE, Vítor Oliveira, Megalitismo do Norte de Portugal: o distrito do Porto - os monumentos e a sua problemática no contexto europeu, dissert. de doutoramento, polic., vol. I, Fac. de Letras da Univ. do Porto, 1982, p. 456; RODRIGUES, Rafael, Archeologia Transmontana, A Vida Moderna, 23 - 26, 28, 30, 35, Porto, 1895; RODRIGUES, Rafael, Dolmens ou antas de Villa Pouca de Aguiar, O Archeologo Português, 1 (12), Lisboa 1895, p. 346 - 352.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

1894 / 1895 - Escavação arqueológica realizada por Rafael Rodrigues e José Brenha.

Observações

Autor e Data

Isabel Sereno e Paulo Amaral 1994

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login