Povoado fortificado do Pópulo / Povoado fortificado da Touca Rota / Castelo de São Marcos

IPA.00006479
Portugal, Vila Real, Alijó, União das freguesias de Pópulo e Ribalonga
 
Aglomerado proto-urbano. Povoado proto-histórico com ocupação romana. Povoado fortificado / castro com duas linhas de muralhas.
Número IPA Antigo: PT011701100006
 
Registo visualizado 671 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Conjunto urbano  Aglomerado urbano  Povoado  Povoado proto-histórico  Povoado fortificado  

Descrição

O povoado ocupa uma extensa área definida por duas linhas de muralhas que integrando a penedia natural circuitam totalmente o outeiro. A muralha interna possuiu um torreão de planta sub-circular, situado no flanco NE, sobranceiro a um pequeno postigo da 2ª muralha. Uma terceira linha de muralha de aparelho ensosso desenvolve-se externamente a partir do flanco NO da segunda muralha.

Acessos

Pópulo, EN. 212 ao Km 30,5 desvio para o santuário da Senhora do Pópulo

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 67/97, DR, 1.ª série-B, n.º 301 de 31 dezembro 1997

Enquadramento

Rural, isolado, no nordeste do planalto de Alijó, numa elevação proeminente entre o ribeiro da Sabrosa e o do Vale de Cunho, afluentes do Rio Tinhela. No sopé, na vertente S. do monte, localiza-se o santuário de Nossa Senhora da Boa Morte (v. IPA.00006949) e um campo de futebol.

Descrição Complementar

Apresenta troços de muralhas bem conservadas, algumas com três metros de altura, destacando-se o invulgar aparelho ciclópico do sector NE. da muralha interna, com um torreão e um postigo na segunda linha de muralhas.

Utilização Inicial

Não aplicável

Utilização Actual

Não aplicável

Propriedade

Afectação

Época Construção

Proto-história

Arquitecto / Construtor / Autor

Não aplicável

Cronologia

Época proto-histórica - onstrução do povoado; época romana - ocupação do povoado, de que se convservam vestígios; 1982, Novembro - Despacho do Secretário de Estado da Cultura determina a classificação do Castro do Pópulo como Imóvel de Interesse Público; 2006, 7 Dezembro - durante a visita de equipa técnica responsável pela candidatura dos Castros do Noroeste Peninsular a Património Mundial, considerou-se que o Castro do Pópulo tinha condições de ser integrado numa candidatura perante a Unesco.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes. As muralhas de dupla face, em granito, apresentam aparelho ciclópico, aparelho pseudo-isódomo, aparelho irregular e aparelho ensosso.

Materiais

Granito

Bibliografia

BOTELHO, Henrique, Antas e castros do concelho de Alijó, O Archeologo Português, 2, Lisboa, 1896, p. 264 - 266; AZEVEDO, Pedro A. de, Extractos archeologicos das Memórias Parochiais de 1758, O Archeologo Português, 6 (8 - 12), Lisboa, 1901, p. 152; LOPO, Albino dos Santos Pereira, Apontamentos Arqueológicos, Braga, 1987, p. 15 - 16; Castro do Pópulo. Candidatura a Património Mundial, A voz de Trás-os-Montes, 14 Dezembro 2006; PINTO, Eduardo, Castro poderá ser património mundial. Equacionada a integração do Pópulo na candidatura do Noroeste Peninsular, Jornal de Notícias, 17 Janeiro 2007; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/74819 [consultado em 8 agosto 2016].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

As muralhas do povoado conservam-se em certos sectores em muito bom estado - por vezes mesmo excepcional - embora com destruições recentes em dois pontos, motivadas pela abertura de dois caminhos de acesso à capela e ao posto de vigia de incêndios situados na zona mais elevada do outeiro.

Autor e Data

Isabel Sereno e Ricardo Teixeira 1993

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login