Capela de Nossa Senhora da Conceição

IPA.00008047
Portugal, Ilha da Madeira (Madeira), Câmara de Lobos, Câmara de Lobos
 
Arquitectura religiosa, barroca e neoclássica. Capela barroca de planta longitudinal simples, com frontispício em empena, portal de arco pleno e frontão triangular entre vãos, com interior decorado a marmoreados de sabor neoclássico tardio e amplo retábulo-mor barroco de talha dourada.
Número IPA Antigo: PT062202010001
 
Registo visualizado 137 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

Categoria

Monumento

Descrição

Planta longitudinal de nave e capela-mor, em volume único, à qual se adossa a N. pequena sacristia. Massa simples com cobertura de 2 águas, com beirais duplos de telha de canudo na fachada S.. Fachada principal virada a O., com embasamento de cantaria aparente, que se prolonga à fachada S., enquadrada por pilastras, terminada em empena aguda rematada com cimalha de balanço encimada por cruz. Portal de arco de volta perfeita assente em pilastras com capitéis e bases relevadas, com frontão triangular encimado por cruz rematada por bucetes e com J.H.S. gravado na base. Ladeia-o janelas com lintéis de volta perfeita, com bases, impostas e chave relevados e encima-o janelão rectangular, tudo em cantaria aparente. Fachada S. apenas com porta central de moldura simples de cantaria aparente; na fachada O., de empena aguda rematada por cimalha simples em cantaria aparente, acrescida da sacristia, com porta encimada por janela, ambas com molduras de cantaria. Entre a capela e a sacristia assenta campanário de cantaria cinzenta sobre a empena, terminado em empena aguda e cimalha de balanço, com arco de volta perfeita assente em impostas e base relevada. INTERIOR com paredes marmoreadas e decoradas com 2 níveis de pinturas, demarcadas por cornijas de madeira: na inferior com pinturas alusivas à vida e milagres de São Pedro Gonçalves Telmo, "O Corpo Santo" e no superior, de temática mariana. Coro-alto em estrutura de madeira, assente em 2 pilares de madeira, com perfil arredondado ao centro e balaustrada torneada de madeira. Junto à entrada pias de água benta em cantaria, com bojo de decoração helicoidal, remate inferior por bucete redondo e rebordo superior contramarcado e junto à entrada lateral, uma outra mais simples, com remate inferior por bucete cortado. No lado do Evangelho, púlpito facetado a meia altura, marmoreado, com pequenas aplicações de talha e baldaquino igualmente pintado. Pavimento lajeado, com 2 lápides sepulcrais e alizar de cantaria aparente e tecto em caixotão de madeira totalmente pintado, assente em cornija de balanço e com a representação da Imaculada Conceição ao centro. Altar assente em supedâneo de cantaria com 3 degraus centrais; retábulo de talha dourada com frontal pintado, 2 pares de colunas assentes em mísulas avançadas a enquadrarem 2 nichos centrais sobrepostos, e largo frontão redondo; sacrário assente sobre a mesa inicial igualmente entalhado.

Acessos

Largo da Conceição

Protecção

VCL - Valor Cultural Local, Resolução do Presidente do Governo Regional n.º 1064/93, JORAM, 1.ª série, n.º 124, de 27 outubro 1933

Grau

2 - imóvel ou conjunto com valor tipológico, estilístico ou histórico ou que se singulariza na massa edificada, cujos elementos estruturais e características de qualidade arquitectónica ou significado histórico deverão ser preservadas. Incluem-se neste grupo, com excepções, os objectos edificados classificados como Imóvel de Interesse Público.

Enquadramento

Urbano, adossado, integrado no limite de um quarteirão sobre a marginal murada que borda a baía, com fachada principal à rua e lateral, ao pequeno largo para o lado do mar e traseiras viradas à "ribeira" da cidade.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: capela sede das Confrarias de Nossa Senhora da Conceição e do Corpo Santo

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese do Funchal)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Sécs. 15 / 16 / 17 / 18 / 19 / 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ENTALHADORES: Manuel Câmara, pai e filho (1723). PINTOR: Luís Bernes (1908); Nicolau Ferreira (1791).

Cronologia

Séc. 15, finais - início da construção; Séc. 16, finais - sepultura de D. Joana de Atouguia, mulher de Mendo Roiz de Vasconcelos; 1587 - sepultura de António Soares e sua mulher; 1691 - reformulação da confraria do Corpo Santo de Câmara de Lobos, reservada "aos homens do mar e pescadores"; 1702 - reconstrução a cargo da Confraria do Corpo Santo, sob a condição da imagem da Conceição ficar no altar novo "e se reservarem doze sepulturas para se enterrarem os confrades dos Escravos da Confraria da Conceição"; 1710, 9 Maio - Conselho da Fazenda manda fazer-se a obra do muro de Nossa Senhora da Conceição, arrematada por João Bettencourt Perestrelo pelo preço de 1:870$000; 1723 - data do altar executado pelo mestre entalhador Manuel Câmara e filho homónimo; 1791 - data das telas de Nicolau Ferreira; 1908 - campanha de obras com execução de pinturas por Luís Bernes.

Características Particulares

Pequena capela barroca de grande qualidade decorativa, com portal de arco pleno com chave decorada e seguintes bastante salientes e decorados por enrolamentos em cada uma das faces. A linguagem dos vãos, especialmente dos laterais, aponta para uma feitura posterior. Na fachada posterior subsiste o campanário gótico da primitiva construção, assim como no interior as pias de água benta de sabor manuelino. No interior, destaque para o bom retábulo de talha dourada barroco e decoração das paredes, já de sabor neoclássico, com 2 registos, o inferior alusivo ao Corpo Santo e o superior dedicado à Imaculada Conceição.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Cantaria rígida regional aparente, alvenaria de cantaria regional rebocada, madeira (carvalho e outras), amarrações mistas de tirantes de madeira e de ferro, talha dourada e pintada, pintura sobre madeira e tela, vidro e telha de meio canudo

Bibliografia

CAMACHO, Décio, Importantes Obras de Arte nas Capelas da Madeira, Eco do Funchal, p. 12, Funchal, 6 Novembro 1998; CARITA, Rui, História da Madeira, 1º vol., Funchal, 1989, red. 1999 e 3º vol., 1996; FERREIRA, João Américo, Em Câmara de Lobos, festa em honra de Nossa Senhora da Conceição, in Diário de Notícias, Funchal, 8 Dez. 1990; NORONHA, Henrique Henriques de, Memórias Seculares e Eclesiásticas...1722, Funchal, 1997; SILVA, Padre Fernando Augusto da, Diocese do Funchal, 1922, pp. 297 e 298; idem, Elucidário Madeirense, 3 vols., Funchal, 1945; SOUSA, João, O túmulo de D. Joana de Atouguia, na capela de N. Sra. da Conceição na vila de Câmara de Lobos, Girão, nº 7, Câmara de Lobos, Madeira, 1991, pp. 325 a 326; VERÍSSIMO, Nelson, A confraria do Corpo Santo no século XVIII, in Islenha, nº 10, Jan. - Jun. 1992, pp. 116 a 124.

Documentação Gráfica

1860 - "Planta de Câmara de Lobos e das suas fortificações", tela aguarelada no verso de António Pedro de Azevedo

Documentação Fotográfica

Museu Vicentes Photographos; antiga Junta Geral; DRAC, colecção de postais antigos, Funchal; IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

ARM; CMF: Juízo dos Resíduos e Capelas; AD (PE); DRAC, Funchal

Intervenção Realizada

Paróquia de Câmara de Lobos: c. 1990 - recuperação geral com levantamento do soalho de madeira.

Observações

A Capela da Conceição apresenta uma carga simbólica local, principalmente, para a classe piscatória local, dominante. Propriedade da confraria de Nossa Senhora da Conceição, dos proprietários de terras locais, sempre a sua construção e manutenção ficou a cargo da classe piscatória, agrupada na Confraria do Corpo, relegada para uma 2ª ordem, como se comprova pelas pinturas das paredes laterais.

Autor e Data

Rui Carita 2000

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login