Castelo de Alcanede

IPA.00001989
Portugal, Santarém, Santarém, Alcanede
 
Arquitectura militar, românica e gótica. Castelo.
Número IPA Antigo: PT031416040023
 
Registo visualizado 196 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

Categoria

Monumento

Descrição

A barbacã subsiste nalguns pontos; cubelo de planta elíptica adossado à fachada exterior da torre de menagem de planta quadrangular, pela qual se tem acesso ao monumento através de porta em arco de volta perfeita encimada por cartela heráldica. Merlões rectangulares na torre de menagem, cubelo e nalguns panos de muralha. Possui adarve e uma cisterna.

Acessos

EN. 362 e EN. 361, Rua da Encosta do Castelo, Rua da Igreja

Protecção

IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 32 973, DG, 1.ª série, n.º 175 de 18 agosto 1943 / ZEP, Portaria, DG, 2.ª série, n.º 237 de 12 outubro 1949

Grau

2 - imóvel ou conjunto com valor tipológico, estilístico ou histórico ou que se singulariza na massa edificada, cujos elementos estruturais e características de qualidade arquitectónica ou significado histórico deverão ser preservadas. Incluem-se neste grupo, com excepções, os objectos edificados classificados como Imóvel de Interesse Público.

Enquadramento

Rural. Isolado no alto de cabeço rochoso envolvido por vegetação, voltado a E..

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Militar: castelo

Utilização Actual

Turística: castelo / Marco histórico-cultural: castelo

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

DGPC, Decreto-Lei n.º 115/2012, DR, 1.ª série, n.º 102 de 25 maio 2012

Época Construção

Séc. 12 / 13

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

49 a.C. - tomado pelos romanos e ampliado foi sucessivamente ocupado e transformado por Alanos e Mouros; 1091 - conquistado pelo Conde D. Henrique; séc. 12 - reconquistado por D. Afonso Henriques que lhe deu foral; 1163 - doação a Gonçalo Mendes de Sousa, alcaide-mor, que o terá reedificado; 1187 - doado por D. Sancho I à Ordem dos Templários; 1300 - doação confirmada por D. Dinis; 1318 - doação à Ordem de Avis; 1514 - foral novo por D. Manuel; 1531, 28 Fevereiro - quase totalmente destruído por terramoto; 1936 - encontra-se em completa ruína; 1992, 01 junho - o imóvel é afeto ao Instituto Português do Património Arquitetónico, pelo Decreto-lei 106F/92, DR, 1.ª série A, n.º 126; 2007, 20 dezembro - o imóvel é afeto à Direção Regional da Cultura de Lisboa e Vale do Tejo, pela Portaria n.º 1130/2007, DR, 2.ª série, n.º 245; 2009, 24 agosto - o imóvel é afeto à Direção Regional da Cultura de Lisboa e Vale do Tejo, Portaria n.º 829/2009, DR, 2.ª série, n.º 163.

Características Particulares

Dados Técnicos

Paredes autoportantes.

Materiais

Cantaria, alvenaria

Bibliografia

ALMEIDA, João de, Roteiros dos Monumentos Militares Portugueses, Vol. II, Lisboa, 1946; BRAZ, José Campos, Santarém raízes e memórias - páginas da minha agenda, Santarém, Santa Casa da Misericórdia de Santarém, 2000; O Castelo de Alcanede, Boletim da Direcção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais, nº 76, Lisboa, 1954; Revista Voz do Horizonte, Alcanede, 1982; SEQUEIRA, Gustavo de Matos, Inventário Artístico de Portugal - Distrito de Santarém, Vol. III, Lisboa, 1949.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

DGEMN: 1941 - início das obras com a reconstrução de cantaria e alvenaria, segundo os vestígios existentes; 1944 / 1949 - prosseguimento das obras com a reconstrução das muralhas, torres e barbacã; construção da escada e abóbada da torre; 1954 - novas obras de consolidação; 1973 - obras de conservação e consolidação dos paramentos da muralha

Observações

Autor e Data

Rosário Gordalina 1991

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login