Capela de São Dâmaso

IPA.00025120
Portugal, Castelo Branco, Idanha-a-Nova, União das freguesias de Monsanto e Idanha-a-Velha
 
Arquitectura religiosa, maneirista. Capela de estrutura maneirista, construída tardiamente, de planta longitudinal composta por nave e capela-mor mais estreita, com tectos diferenciados, de madeira em masseira, escassamente iluminada pelos vãos da fachada principal e por janela em capialço rasgada na fachada lateral direita. Fachada principal em empena, rasgada por portal de verga recta, encimado por nicho, ladeado por dois postigos rectilíneos. Fachadas com cunhais em cantaria, rematadas por friso, cornija e beirada. Interior com púlpito no lado do Evangelho, arco triunfal de volta perfeita, assente em pilastras toscanas e retábulo em cantaria de granito, maneirista, de planta recta e três eixos.
Número IPA Antigo: PT020505040168
 
Registo visualizado 128 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

Categoria

Monumento

Descrição

Planta longitudinal composta por nave e capela-mor mais estreita, de volumes articulados de disposição na horizontal, com cobertura homogénea em telhado de duas águas. Fachadas rebocadas e pintadas de branco, flanqueadas por cunhais em cantaria de granito com aparelho isódomo na fachada principal e em perpianho nas restantes, rematadas por friso e cornija de cantaria e beirada simples. Fachada principal virada a N., em empena com plinto galbado e volutado no vértice, rasgada por porta de verga recta com moldura de cantaria, encimada por pequeno bocel, tendo a verga com inscrição: "IOZE ANTONIO DE AZEVEDO ROBALLO DO SABUGUALE MANDOU FAZER ESTA CAPELA A SÃO DAMAZO ANNO 1748". Sobre o portal, surge pedra de armas do fundador, ladeado por aletas volutadas e encimado por nicho em arco de volta perfeita, com abóbada de concha, ladeado por duas pilastras toscanas, que sustentam a cornija do remate. O portal é ladeado por dois postigos rectilíneos com molduras em cantaria, onde se vêem dois orifícios duma antiga grade de protecção. Fachada lateral esquerda, virada a E., com porta de verga recta e moldura em cantaria, rasgada no corpo da capela-mor. Fachada lateral direita, virada a O., rasgada por janela rectilínea, em capialço, no corpo da capela-mor. Fachada posterior cega, rematada em empena. INTERIOR com paredes rebocadas e pintadas de branco, pavimento em lajeado de granito e tecto de madeira, em masseira, pintado de azul celeste e assente em pequena cornija. Do lado do Evangelho, a base do antigo púlpito, em granito. Arco triunfal de volta perfeita, assente em pilastras toscanas e com pedra de fecho saliente e volutada. Capela-mor elevada por um degrau, com paredes, pavimento e cobertura semelhantes aos da à nave. Na parede testeira, retábulo em cantaria de granito, de planta recta e três eixos definidos por quatro colunas jónicas, assentes em plintos paralelepipédicos, de faces almofadadas. Em cada eixo, surge uma mísula volutada. A estrutura remata em friso, cornija e espaldar recortado, interrompido por volutas. No interior da capela-mor, no lado do Evangelho, existe um poço, com tampa de cantaria.

Acessos

Rua de São Damaso

Protecção

Incluído na Zona de Protecção do Conjunto Arquitectónico e Arqueológico de Idanha-a-Velha (v. PT020505040022)

Grau

2 - imóvel ou conjunto com valor tipológico, estilístico ou histórico ou que se singulariza na massa edificada, cujos elementos estruturais e características de qualidade arquitectónica ou significado histórico deverão ser preservadas. Incluem-se neste grupo, com excepções, os objectos edificados classificados como Imóvel de Interesse Público.

Enquadramento

Urbano, isolado, implantado numa zona de pendor inclinado, com fachada virada a E. assente em embasamento saliente, e confinando com a via pública, pavimentada a cubos de granito, junto à qual passa, em cota mais elevada, uma via romana, em lajeado de granito. A fachada oposta encontra-se adossada a muro de suporte de terras. Está rodeada por campos de cultivo e, nas proximidades, localizam-se o Pelourinho de Idanha-a-Velha (v. PT020505040001) e os Palheiros de São Dâmaso.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Cultural e recreativa: galeria de exposições

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Portalegre - Castelo Branco)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTOS: Alexandre Alves Costa (2000-2001); José Luís Gomes (2000-2001); Sérgio Fernandez (2000 - 2001).

Cronologia

1743 - data de construção do imóvel, por ordem de José António de Azevedo Robalo, padre do Sabugal e vigário de Idanha-a-Velha; 2000 / 2001 - obras de restauro do imóvel e adaptação a galeria, conforme projecto dos arquitectos Alexandre Alves Costa, José Luís Gomes e Sérgio Fernandez.

Características Particulares

Capela muito simples, de estrutura e decoração maneirista, mas construído em pleno séc. 18, excepto no plinto do vértice da empena, galbado e volutado, tipicamente barroco. A fachada principal ostenta cunhais em aparelho isódomo, que contrastam com a simplicidade das demais, com cunhais perpianhos. O portal axial apresenta inscrição alusiva à fundação, encimado por pedra de armas do fundador, com aletas, e por nicho com abóbada de concha. Possuiria, no lado do Evangelho, uma sacristia, como se depreende da existência de uma porta de verga recta na capela-mor, onde se acha um poço. O arco triunfal assenta em pilastras toscanas, dando um cunho erudito à capela e possui fecho volutado. De destaque o retábulo em cantaria, com três eixos de raras colunas jónicas e remate em espaldar recortado por volutas, o elemento mais dinâmico do conjunto.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes.

Materiais

Estrutura em alvenaria de granito, rebocada; cornijas, frisos, plintos, púlpito, retábulo, pilastras, pavimento, modinaturas, nicho e cunhais em cantaria; tectos e portas de madeira; cobertura exterior em telha de meia cana.

Bibliografia

Roteiro Turístico do Concelho de Idanha-a-Nova, Idanha-a-Nova, 1994; Idanha-a-Nova - Roteiro Turístico, Idanha-a-Nova, Setembro 1995; NEVES, Vítor Manuel Leal Pereira, As aldeias de Monsanto, Idanha-a-Velha e Castelo Novo, Lisboa, 1996; GRAÇA, Eduardo e SANTO, Manuela Espirito, Aldeias Históricas de Portugal - Idanha-a-Velha e Monsanto, n.º 6, Lisboa, 2000; FARIA, Daniela Carvalho e GRILO, Eduardo, 50 Maneiras de conhecer o Concelho de Idanha-a-Nova, Idanha-a-Nova, 2000; Notas sobre a intervenção em Idanha-A-Velha, in Património - estudos, n.º 2, Lisboa, 2002

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID; CMIAN; IGESPAR: IPPAR

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID; CMIAN; IGESPAR: IPPAR

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID; CMIAN; IGESPAR: IPPAR

Intervenção Realizada

IPPAR: 2000 / 2001 - obras de restauro e alteração para sala de exposições.

Observações

Autor e Data

Luís Castro e Cláudia Alves 2005

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login