Ponte de Alcource

IPA.00003348
Portugal, Santarém, Santarém, União das freguesias de Santarém (Marvila), Santa Iria da Ribeira de Santarém, Santarém (São Salvador) e Santarém (São Nicolau)
 
Arquitectura civil, gótica. Ponte de tabuleiro rampeado de um dos lados, assente em 3 arcos redondos levemente abatidos, com guardas plenas em alvenaria de pedra.
Número IPA Antigo: PT031416190027
 
Registo visualizado 86 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

Categoria

Monumento

Descrição

Ponte de tabuleiro assenta em 4 arcos de volta inteira, levemente abatidos, os 2 laterais de menor altura; arquivoltas de cantaria aparelhada. Tabuleiro rampante, ladeado por guardas de alvenaria. Na face exterior do lado E., entre o 2º e o 3º vãos, uma pedra de armas, com o escudo medieval do concelho (D. Afonso III / D. Dinis): bordadura de 32 castelos, castelo de 3 torres, encimado pelo escudo português, com escudetes virados para o centro, semeados de 18 besantes.

Acessos

EM 1348, Estrada de Alcource

Protecção

IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 129/77, DR, 1.ª série, n.º 226 de 29 setembro 1977

Grau

2 - imóvel ou conjunto com valor tipológico, estilístico ou histórico ou que se singulariza na massa edificada, cujos elementos estruturais e características de qualidade arquitectónica ou significado histórico deverão ser preservadas. Incluem-se neste grupo, com excepções, os objectos edificados classificados como Imóvel de Interesse Público.

Enquadramento

Rural, planície. A ponte cruza a vala de Alcource ou de Palhais, no sentido N. / S., à saída da povoação da Ribeira, no alinhamento com a fonte de Palhais, servindo a estrada para Vale de Figueira.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Comunicações e transportes: ponte

Utilização Actual

Comunicações e transportes: ponte de circulação automóvel e pedestre

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

RC, Dec. n.º 34 de 29 Março 2007

Época Construção

Séc. 14

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Séc. 14 - data provável de construção da ponte, durante o reinado de D. Afonso III ou de D. Dinis, de acordo com o escudo da vila nela relevado; 1992, 01 junho - o imóvel é afeto ao Instituto Português do Património Arquitetónico, pelo Decreto-lei 106F/92, DR, 1.ª série A, n.º 126.

Características Particulares

Ausência de talhamares. Importante a moldura reentrante localizada entre os dois arcos centrais e que contém uma pedra de armas, com o escudo medieval do concelho (D. Afonso III / D. Dinis): bordadura de 32 castelos, castelo de 3 torres, encimado pelo escudo português, com escudetes virados para o centro, semeados de 18 besantes.

Dados Técnicos

Estrutura autónoma

Materiais

Alvenaria de pedra (guardas), cantaria (estrutura), arcos de cantaria aparelhada

Bibliografia

BRANDÃO, Zeferino, Monumentos e lendas de Santarém, Lisboa, 1883; SEQUEIRA, Gustavo de Matos, Inventário Artístico de Portugal, Vol. III, Lisboa, 1949; BEIRANTE, Maria Ângela, Santarém Medieval, Lisboa, 1980; MENDES, Octávio da Silva Paes, Santarém Monumental, Santarém, 1988; SERRÃO, Vítor, Santarém, Lisboa, 1990; SARMENTO, Zeferino, História e Monumentos de Santarém, Santarém, 1993; CUSTÓDIO, Jorge, Candidatura de Santarém a Património Mundial (texto policopiado), Santarém, Biblioteca Municipal, 1996; RIBEIRO, Aníbal Soares, Pontes Antigas Classificadas, MEPAT- JAE, 1998.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN / DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN / DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN / DSID

Intervenção Realizada

CMS: 1989 e 1993 - conservação das guardas

Observações

Considerada pela historiografia menos recente construção setecentista, a ponte, referenciada em documentação anterior ao Séc. 17 (BEIRANTE, 1980), fazia parte da estrada real que ligava Santarém a Coimbra, passando pela Golegã, Tomar e Pombal. É provável que substituísse uma anterior ponte que ligava Scalabis a Sellium pela via militar romana (Custódio, 1996).

Autor e Data

Rosário Gordalina 1991 / Isabel Mendonça 1996

Actualização

Cecília Matias 2008
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login