Ponte das Carvas

IPA.00000385
Portugal, Bragança, Bragança, União das freguesias de Sé, Santa Maria e Meixedo
 
Ponte de construção medieval, reformada na época moderna, de tabuleiro horizontal sobre três arcos quebrados desiguais. Reforços com diferentes perfis em cada pegão.
Número IPA Antigo: PT010402420035
 
Registo visualizado 886 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Transportes  Ponte / Viaduto  Ponte pedonal / rodoviária  Tipo arco

Descrição

Ponte de tabuleiro horizontal sobre três arcos quebrados de dimensão desigual, dois maiores e um mais pequeno. Aparelho de alvenaria de xisto. Aduelas de lajes de xisto, muito estreitas e compridas. Tem os dois pegões reforçados com contrafortes sendo, os talhamares, triangulares e um dos talhantes triangular enquanto o outro é de plano rectangular. Os encontros estão também reforçados, sendo, o da margem O., em forma de pegão com talhante e talhamar triangulares, enquanto o da margem E. tem um reforço rectangular do lado jusante. Guardas de alvenaria de xisto. Pavimento de calçada. Tem várias gárgulas simples nas faces para escoamento das águas sobre o pavimento. Mostra na base do arco central séries de buracos dos agulheiros.

Acessos

EN 218 (Bragança - Vimioso), Km 2, antigo caminho à direita que desce ao vale do Sabor

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Rural. Isolado. Transpõe o Sabor onde o vale se apresenta relativamente encaixado. Campos de cultivo a jusante na margem O. Na mesma margem, tem umas alminhas à entrada da ponte.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Transportes: ponte

Utilização Actual

Transportes: ponte

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Época medieval

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Época medieval - construção da ponte; Época moderna - prováveis reconstruções.

Dados Técnicos

Estrutura mista.

Materiais

Estrutura em alvenaria de xisto.

Bibliografia

BEÇA, Celestino - Estudos Arqueológicos do Major Celestino Beça, O Archeólogo Português, 1ª série, vol. 20, Lisboa, 1915, p. 91; ALVES, Francisco Manuel, Memórias Arqueológico-históricas do Distrito de Bragança, Bragança, 1934, vol. IX, p. 200; LEMOS, Francisco de Sande, Povoamento Romano de Trás-os-Montes Oriental, Braga, 1993, vol. IIa, p. 52 - 53.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

Insere-se no traçado da via romana XVII do Itinerário de Antonino. Estava no caminho medieval e moderno que ligava a cidade de Bragança à vila de Outeiro de Miranda.

Autor e Data

Paulo Amaral e Paulo Dordio 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login