Povoado fortificado do Tintinolho

IPA.00003922
Portugal, Guarda, Guarda, Alvendre
 
Aglomerado proto-urbano. Povoado da Idade do Ferro com ocupação romana e medieval. Povoado fortificado / castro apresentando muralhas com três níveis concêntricos; estrutura defensiva constituída pela topografia natural e artificial. Ligação ao sistema viário romano.
Número IPA Antigo: PT020907050001
 
Registo visualizado 938 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Conjunto urbano  Aglomerado urbano  Povoado  Povoado da Época do Ferro  Povoado fortificado  

Descrição

Cabeço fortificado cujo cume atinge cerca de 920 m. de altitude, caracterizado por afloramentos rochosos de grandes proporções; apresenta três ordens de muralhas *1, identificando-se ainda alguns troços e os alicerces de quase todo o seu perímetro, sendo o aparelho mais ou menos irregular. 1ª linha fortificada (pré-romana?): área circundante ao marco geodésico, caracterizado pelo aproveitamento parcial de crista rochosa natural. 2ª linha fortificada (pré-romana?): integra a 1ª linha, sendo observável parte do troço N.. 3ª linha fortificada (romana?): abrange uma área mais vasta apresentando na vertente O. uma crista rochosa natural de grandes proporções e observando-se os alicerces da muralha.Em toda a área considerada identificam-se vestígios de construções circulares e quadrangulares e numerosos amontoados de pedra, por vezes aparelhada. No ângulo NO. existe um posto de transformação em betão e antenas de televisão, visualmente encobertos pela crista rochosa. Na proximidade do ângulo NE. existe um abrigo de pastor formando volume cúbico e em cantaria. No flanco N. do cabeço, individualizado topograficamente, existem ainda vestígios de uma 4ª linha fortificada, de menor perímetro (medieval?).

Acessos

EN. l6; a 2 Km. de Cavadoude

Protecção

Categoria: MN - Monumento Nacional, Decreto de 16-06-1910, DG nº 136 de 23 junho 1910

Enquadramento

Rural, paisagem natural, isolado; montanha; cabeço sobranceiro ao Vale do Mondego apresentando-se fortemente escarpado na encosta O. e dominando vasto horizonte. No percurso a partir da Guarda identificam-se alguns troços de calçada romana ainda com os vários estratos construtivos.

Descrição Complementar

Espólio: moedas romanas; visigodas: triente de Sisebuto (612 - 621) cunhado em Inceio ou Ceio (?) e triente de Suintila (621 - 631) e portuguesas do reinado de D. João I; tegulae, ladrilhos, fragmentos cerâmicos e de vidro.

Utilização Inicial

Não aplicável

Utilização Actual

Não aplicável

Propriedade

Afectação

Época Construção

Idade do Ferro (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Não aplicável

Cronologia

Idade do Ferro - provável edificação: castro da época lusitana (J. Almeida, F. M. Sarmento); castro pré-romano sem ocupação posterior ( C. A. Aguiar); ocupação romana (J. Almeida); fortaleza visigótica, cujo toponómio seria Ward (Viterbo, P. Leal, P. Chagas, J. Almeida, E. Pereira, O. G. Castro, A. V. Rodrigues); Afonso II das Astúrias teria mandado restaurar a fortaleza em 879 (Viterbo, J. Almeida, P. Leal); séc. 11 - fortaleza restaurada por fernando, O Magno de Leão (Sant'Ana Dionísio) cerca de 1070; séc. 12 - tradição de que D. Afonso henriques esteve no local (J. Almeida); D. Sancho I teria mandado restaurar as muralhas (J. Almeida); séc. 15 - no reinado de D. João I ainda aí residiria alguma população (J. Almeida); 1881 - pequena escavação feita pelo Engº Bravo tendo sido recolhido algum espólio (F. M. Sarmento); 1895 - visita efectuada por J. Almeida que observou três casas circulares cobertas com lajes graníticas, no terreno a SO. da segunda linha de muralhas; origem do toponómio: corrupção de "tento-nôlho" (Viterbo), toponómio de origem teutónica (A. Herculano), toponómio Guarda filiado no alto alemão antigo Wardan, que significa vigiar (C. A. Aguiar).

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes

Materiais

Granito

Bibliografia

SARMENTO, Francisco Martins, Expedição Scientífica à Serra da Estrella em 1881, Lisboa, 1883; AGUIAR, Carlos Alexandre, Origens da Cidade da Guarda, Guarda, 1942; ALMEIDA, João, Roteiro dos Monumentos de Arquitectura Militar do Concelho da Guarda, Lisboa, 1943; RODRIGUES, Adriano Vasco, Subsídios Numismáticos para o Estudo da Dominação Suévico-Visigótica na Região da Guarda, Braga, 1960; RODRIGUES, Adriano Vasco, Monografia Artística da Guarda, Guarda, 1984; FARIA, Marques, Subsídios para um Inventário dos Achados Monetários do Distrito da Guarda, Lisboa, 1985; Dicionário enciclopédico das freguesias, vol. 2, Matosinhos, 1998.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

Observações

* 1 Confirma-se o traçado apresentado por J. Almeida.

Autor e Data

Margarida Conceição 1991

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login