Povoado fortificado de Carvalhelhos / Castelo dos Mouros

IPA.00005987
Portugal, Vila Real, Boticas, Beça
 
Aglomerado proto-urbano. Povoado proto-histórico com ocupação romana. Povoado fortificado / castro com construções habitacionais de planta circular ou rectangular, circundadas por duas linhas de muralhas, reforçadas por uma linha de defesa exterior e fossos. Três fossos escavados no afloramento; pedras fincadas nas cristas dos taludes separadores dos fossos; campo de pedras fincadas; rampas de acesso adossadas à muralha.
Número IPA Antigo: PT011702030003
 
Registo visualizado 1301 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Conjunto urbano  Aglomerado urbano  Povoado  Povoado proto-histórico  Povoado fortificado   

Descrição

Povoado fortificado proto-histórico e romanizado, circundado por duas linhas de muralha, apresentando, na vertente E., uma linha de defesa exterior. As muralhas chegam a atingir c. de 3,5 m de espessura, conservam rampas interiores de acesso a estas, com uma largura de c. de 0,5 m, correspondendo a um alargamento da muralha nos pontos em que estas se inserem. O sistema defensivo está complementado por dois fossos escavados no afloramento de O. a E., embora a O., na zona de mais fácil acesso e onde se localiza a entrada principal do povoado, se tenha acrescentado um terceiro fosso, chegando estes a atingir c. de 7 m de profundidade. Registe-se também uma área com pedras fincadas de NO a O. As cristas superiores dos taludes que intermeiam os fossos apresentam igualmente pedras fincadas. A entrada no povoado faz-se por uma porta estreita, virada a O., que continua por uma passagem angular, igualmente de reduzida largura, para o acesso à plataforma superior, havendo também uma outra entrada na muralha exterior, virada a NE, sobre a ribeira do Castro. Nas plataformas interiores às muralhas encontram-se construções habitacionais de planta circular e rectangular, aparentemente organizado em bairros, em núcleos familiares, apresentando alguns pátio lajeado. Numa das construções foi detectada uma lareira com lastro em lajes e um trasfogueiro como anteparo.

Acessos

Beça, Caminho carreteiro desde a EM Carvalhelhos - Pisões, a partir do km 94 da EN 311, junto à estância termal das Caldas Santas de Carvalhelhos

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 38 491, DG, 1.ª série, n.º 230 de 06 novembro 1951

Enquadramento

Rural, na periferia das termas de Carvalhelhos, remate de esporão sobre a ribeira do Castro, coberto com vegetação rasteira e pinhal.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Não aplicável

Utilização Actual

Não aplicável

Propriedade

Pública: Municipal

Afectação

Época Construção

Proto-história

Arquitecto / Construtor / Autor

Não aplicável

Cronologia

Proto-história - construção do povoado; Antiguidade - ocupação romana.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes; muralhas construídas com silhares assentes em seco, em aparelho irregular, constituídas por dois paramentos paralelos preenchidos interiormente com pedra miúda; paredes das construções em dois paramentos; fossos escavados no afloramento.

Materiais

Muralhas e construções em granito e xisto; cobertura das construções com tegula e imbrex; pavimento das habitações em saibro; pavimentos com lajes graníticas; rampas de acesso às muralhas construídas com blocos de granito e xisto; pedras fincadas de granito e xisto.

Bibliografia

SANTOS JÚNIOR, Joaquim Rodrigues dos, O Castro de Carvalhelhos, Trabalhos de Antropologia e Etnologia, 16 (1 - 2), Porto, 1957, p. 25 - 62; SANTOS JÚNIOR, Joaquim Rodrigues dos, Escavações no Castro de Carvalhelhos, Trabalhos de Antropologia e Etnologia, 19 (2), Porto, 1963, p. 187 - 193; 19 (3 - 4), Porto, 1964, p. 360 - 365; 20 (1 - 2), Porto, 1966, p. 180 - 190; 22 (1), Porto, 1971, p. 72 - 75; 22 (4), Porto, 1975, p. 559 - 566; 23 (1), Porto, 1977, p. 161 - 165; 23 (3), Porto, 1978, p. 323 - 333; 23 (4), Porto, 1980, p. 607 - 619; 24 (1), Porto, 1981, p. 140 - 147; 24 (2), Porto 1982, p. 249 - 263; 24 (3), Porto, 1983, p. 511 - 519; 24 (4), Porto, 1984, p. 673 - 682; SANTOS JÚNIOR, Joaquim Rodrigues dos, As notáveis condições de defesa do Castro de Carvalhelhos, Trabalhos de Antropologia e Etnologia, 22 (3), Porto, 1973, p. 207 - 219; SANTOS JÚNIOR, Joaquim Rodrigues dos, Trinta anos de escavações no Castro de Carvalhelhos (Boticas - Vila Real), Revista de Guimarães, 94, Guimarães, 1984, p. 411 - 424; ESPARZA ARROYO, Angel, Nuevos castros con piedras hincadas en el borde occidental de la Meseta, in Seminário de Arqueologia do Noroeste Peninsular, vol. 2, Guimarães, 1980, nº 14; PONTE, Maria de la Salete, Fíbulas de sítios a Norte do rio Douro, Lucerna, s/n, Porto, 1984, p. 127; CENTENO, Circulação monetária no Noroeste de Hispânia até 192, anexos de Nummus, 1, Porto, 1987, p. 113, nº 37; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/73697 [consultado em 4 janeiro 2017].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

1951 / 1983 - 32 campanhas de escavações arqueológicas sob a orientação de J. R. dos Santos Júnior.

Observações

A reconstituição das estruturas está assinalada com uma camada de cimento. O seu espólio é constituído por fragmentos de cerâmica comum da Idade do Ferro, cerâmica comum romana, cerâmica romana de importação, vidro, cossoiros, tegula, imbrex, cossoiros, mós manuárias rotativas, abundantes elementos numismáticos, artefactos metálicos (armas, ferramentas artesanais), fíbulas, objectos metálicos de adorno, contas de colar de pasta vítrea, escória e 200 kg de cassiterite. O espólio está depositado no Museu da Região Flaviense, em Chaves, e no Museu do Instituto de Antopologia da Faculdade de Ciências do Porto. Em alguns pontos das vertentes do outeiro foram exploradas pedreiras. ( 1 )Tendo as estruturas visíveis sido objecto de restauro. ( 2 ) Embora em algumas zonas as pedras fincadas estejam derrubadas

Autor e Data

Isabel Sereno e Paulo Amaral 1993

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login