Capela de São Brás

IPA.00000680
Portugal, Viana do Castelo, Vila Nova de Cerveira, Sapardos
 
Arquitectura religiosa, setecentista remodelada. Capela setecentista de planta longitudinal com fachada principal em frontão de lanços e porta de lintel abatido, remodelada recentemente, com construção de 2 sacristias laterais que lhe conferem falsa planta em cruz latina.
Número IPA Antigo: PT011610120024
 
Registo visualizado 1073 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal composta por nave e capela-mor rectangulares, sacristias em simetria lateral, formando como que falso transepto, e torre sineira adossada a N.. Volumes escalonados, cobertos por telhados de duas e três águas e coruchéu na sineira. Fachadas brancas rebocadas percorridas por embasamento avançado, e remate em cornija moldurada sobre friso, com pilastras nos cunhais. As da nave e capela-mor são sobrepujadas por três pares de pináculos, diferentes entre si. Fachadas da torre sineira de 2 registos separados por cornija, abrindo-se no superior quatro ventanas em arco, com sinos, sendo rematadas por balaustrada com pináculos nos ângulos. Fachada principal orientada a E. com remate em frontão de lanços sobrelevado, coroado por cruz latina sobre pedestal. Portal de lintel abatido sobrepujado por óculo quadrilobado e nicho de remate em concha. Nas fachadas laterais da nave abrem-se janelas com vão de lintel e parapeito arqueados, e a N. uma porta de lintel em arco abatido. Capela-mor de fachadas laterais cegas e posterior de remate em empena coroada por cruz, abrindo-se uma janela rectangular ao centro. As sacristias possuem fachada posteriores cegas, abrindo-se nas laterais janelas rectangulares e portas de lintel abatido nas viradas a E.. Interior de espaço diferenciado com articulação sublinhada por degrau e arco triunfal de volta perfeita com intradorso de granito à vista e arcos laterais de volta perfeita, entre a capela-mor e as sacristias. Pavimento de mosaico cerâmico de padrão geométrico, diferente em cada um dos espaços, rodapé castanho, paredes brancas rebocadas, tendo as da nave remate em cornija. Tecto branco de betão, curvo na nave e na capela-mor e de um só pano nas sacristias. Coro-alto com balaustrada castanha e pavimento de betão assente em mísulas laterais, com acesso pela torre sineira. Do lado do Evangelho, púlpito de base rectangular moldurada com escada adossada ao longo da parede, com parapeito de madeira pintada de castanho. Altares laterais dispostos em ângulo, sobre mesa de betão, possuindo estrutura muito simples. O de São Sebastião, do lado do Evangelho, de talha branca com decoração dourada formando uma edícula com mísula central, e o de São Bento, do lado oposto, em talha policroma e dourada, com edícula. Altar-mor sobre plataforma com três degraus frontais, constituído por mesa e peanha de talha policroma suportando uma grande cruz com imagem escultórica de Cristo. Do lado do Evangelho um nicho moldurado com remate em forma de concha, encimado por cartela com a data 1760. Na sacristia, do lado N., inserem-se na parede os elementos de um lavatório com carranca e remate em concha.

Acessos

Lugar do Ramalhal; Fl.15

Protecção

Enquadramento

Rural. Meia-encosta virada a SO., sobranceira a um afluente do rio Coura, em zona agrícola de povoamento disperso do Alto-Minho. Isolada e envolvida por terrenos agrícolas, possui um adro arborizado à face da estrada, com acesso frontal por portão metálico entre pilastras encimadas por aletas e cornija curva.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Privada: Igreja Católica

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 18 / 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1760 - provável construção da capela (data inscrita em cartela na fachada interna da capela-mor); 1758, 16 Abril - referida nas Memórias Paroquiais; séc. 20 - alterações profundas.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Estrutura de granito, cobertura de telha de aba e canudo, nível superior da torre, coro-alto, cornija da nave, púlpito e tectos de betão, pavimento de mosaico cerâmico industrial, altares de madeira.

Bibliografia

ROCHA, J. Marques, V. N. de Cerveira de ontem e de hoje, s.l., 1994, p. 254.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IAN/TT: Dicionário Geográfico de Portugal, vol. 34, nº 75, pp. 641-644

Intervenção Realizada

Comissão fabriqueira: 1991, cerca - pintura geral e remodelação do altar-mor.

Observações

Junto à porta de entrada lateral conserva-se um fragmento de marco miliário romano com resto de epígrafe, cuja circunstância exacta de aparecimento se desconhece, sendo provável que estivesse reutilizado na estrutura da capela e que tenha surgido no decurso de obras de remodelação aí realizadas.

Autor e Data

Alexandra Lima e Ricardo Teixeira 1998

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login